carregando...

Notícias

Notícias

Workshop sobre Indústria Automotiva



18/02/2008

Aconteceu nesta segunda-feira (18/02), na FIESP, a abertura do seminário “Uma agenda de competitividade para a Indústria Paulista: Oportunidades e Desafios”, organizado pela Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo. O evento contou com a presença do Vice-Governador e Secretário de Desenvolvimento, Alberto Goldman; do Presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo FIESP/CIESP, Paulo Skaf; do Secretário de Desenvolvimento da Produção do MDIC, Armando Meziat; da Secretária de Estado de Saneamento e Energia, Dilma Pena; do Secretário de Estado dos Transportes, Mauro Arce; e do Secretário do Emprego e Relações do Trabalho Guilherme Afif Domingos.

O secretário de desenvolvimento e vice-governador Alberto Goldman explicou a todos os empresários presentes o objetivo deste trabalho que é discutir o aumento da competitividade da indústria paulista. “O resultado deste trabalho define as ações do governo do Estado de São Paulo para o aumento de sua competitividade, para estabelecer os seus caminhos, seu papel e suas ações necessárias para o desenvolvimento de São Paulo e, com isso, a continuidade do desenvolvimento do Brasil”.

O segundo workshop do Seminário “Uma agenda de competitividade para a Indústria Paulista: Oportunidades e Desafios” teve como tema o setor automotivo. A apresentação, que foi dividida em três partes: setor de veículos leves; veículos pesados e autopeças, deixou clara a importância do setor automobilístico para o Brasil e para o Estado de São Paulo.

Dentre as principais dificuldades enfrentadas pelo setor automotivo que foram apresentadas no workshop, está a falta de pessoal técnico (engenheiros) - em quantidade e qualidade. Para isso, a proposta foi o aumento do número de vagas em escolas de engenharia e o aumento da oferta de engenheiros no estado. Ainda ligado a este tema, o workshop apresentou a necessidade de melhorar as condições do processo de intercâmbio de pessoal de engenharia entre as empresas subsidiárias e sua matriz. Outro ponto importante visado pelo seminário é a falta de laboratórios de testes de produtos e de centros de engenharia. Neste ponto, o Estado de São Paulo possui as condições mais avançadas para sediar estes centros e laboratórios, portanto um dos objetivos para o setor é aumentar a capacidade de desenvolvimento de novos produtos no sentido de aumentar a quantidade de tais centros.

Para atender a estes objetivos e elevar o padrão da indústria no país, a proposta foi construir uma rede de relacionamentos em torno desses pontos, envolvendo montadoras, autopeças e empresas prestadoras de serviços de engenharia, tanto públicas quanto privadas.

A questão ambiental também foi um dos tópicos bem discutidos no workshop. O setor de veículos pesados já apresentou questões alternativas para os combustíveis, como o biodiesel e hidrogênio, já o setor de autopeças prioriza a questão da reciclagem dos produtos, para reduzir a quantidade de lixo gerado por estas empresas.

O estado de São Paulo ainda concentra boa parte das atividades de desenvolvimento de produtos no setor automobilístico. A categoria de veículos pesados teve o melhor ano em volume e produção de vendas em 2007, e as perspectivas para 2008 são boas com previsão de investimentos das empresas que lideram o mercado neste setor: Mercedes Benz e Volkswagen. Para o Brasil no geral, o fundamental é primeiramente o desenvolvimento do mercado interno, importante até para o crescimento das exportações.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo