carregando...

Notícias

Notícias

Via Rápida oferece cursos para cortadores de cana



21/12/2012

O Programa Via Rápida Emprego, iniciativa do Governo do Estado de São Paulo, capacitará gratuitamente 870 cortadores de cana, nos municípios de Avaré, Cerqueira César, Junqueiropolis, Queiroz e São Manuel. Também serão contemplados 200 egressos do Sistema Penitenciário de cidades do interior e litoral paulista.

Os cursos para cortadores de cana, com duração de dois a quatro meses, terão início entre dezembro de 2012 e janeiro de 2013 e serão executados dentro das usinas São Manoel; Agrícola Tatez; Clealco e Alta Paulista.

As aulas oferecidas nas usinas serão ministradas por professores do Centro Paula Souza, instituição contratada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo - SDECT. Entre as capacitações previstas estão Operador de Colhedora; Produção de Açucar e Alcool; Mecânica de Usinagem Básica; Manutenção de Máquinas Agricolas e Operador de Máquina Convencional de Usinagem. Durante o período do curso, os trabalhadores selecionados terão os contratos suspensos e receberão uma bolsa qualificação, oferecida com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador – FAT.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, em exercício, Luiz Carlos Quadrelli, a iniciativa oferece oportunidades para que esses profissionais aprendam novas funções dentro do ambiente de trabalho e, futuramente, possam ser recolocados no setor ou em outras atividades agrícolas. “Além de promover a inserção de mão-de-obra qualificada, o Via Rápida Emprego ajudará a minimizar os impactos decorrentes do processo de mecanização das lavouras”, destaca.

O fim do corte manual de cana, assim como a erradicação da queima da palha da cana-de-açúcar e a adoção de novos mecanismos de colheita estão previstos no Decreto Federal n. 2.661, de 1998, e devem ocorrer até 2018. No Estado de São Paulo, a previsão é que isso aconteça até o final de 2014.

Pró-egressos: foram reservadas 200 vagas para detentos em regime semiaberto. Os cursos serão ministrados dentro de unidades prisionais localizadas em Araçatuba, Araraquara, Campinas, Guarulhos, Hortolândia, Marília, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, e Mongaguá. Os presos em regime semiaberto receberão apenas a bolsa-auxílio de R$ 210, já que não há necessidade de deslocamento.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo