carregando...

Notícias

Notícias

Via Rápida convoca os primeiros selecionados



09/08/2011

Programa Via Rápida Emprego oferece mais de 130 modalidades de cursos gratuitos

Programa Via Rápida Emprego oferece mais de 130 modalidades de cursos gratuitos

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo(SDECT) inicia nesta terça-feira, 9 de agosto, a convocação dos primeiros candidatos selecionados para os cursos gratuitos de qualificação profissional do Via Rápida Emprego. Nesta 1ª fase, estão disponíveis 2.340 vagas, para a formação de 78 turmas, em 71 municípios.

Em menos de um mês, o programa já superou os 120 mil inscritos em todo o Estado. “Esse é o primeiro passo para promover a justiça social e gerar novas oportunidades às pessoas que precisam de apoio e iniciar novos projetos”, afirma Paulo Alexandre Barbosa, secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de SP. “As empresas se modernizam e necessitam cada vez mais de profissionais preparados. Essa é a finalidade do Via Rápida: transformar a vida dos desempregados e oferecer profissionalização para 30 mil pessoas até o final deste ano”, completa.

Os selecionados devem comparecer ao local indicado, descrito na carta de convocação, até o dia 12 de agosto, munidos de RG e CPF. As aulas começam a partir do dia 15 de agosto. “Os candidatos que não forem convocados na primeira etapa, devem aguardar, pois, poderão ser chamados para o preenchimento das demais vagas ainda este ano”, explica o secretário.

Além do material didático, os alunos receberão subsídio de transporte no valor de R$ 120. Desempregados, sem seguro desemprego ou benefício previdenciário, terão direito à bolsa-auxílio mensal de R$ 210 durante o curso, podendo receber o total de R$ 330 por mês.

Inscrições
Para participar é preciso ter idade mínima de 16 anos, ser alfabetizado e residir no Estado de São Paulo. As inscrições são permanentes e devem ser realizadas somente pelo site www.viarapida.sp.gov.br . Para isso, é necessário apenas ter em mãos RG e CPF. Os interessados também podem procurar os postos do Acessa São Paulo, programa da Secretaria de Gestão Pública do Governo do Estado de SP, que disponibiliza profissionais capacitados a oferecer instruções para o preenchimento do cadastro.

A seleção é feita pela SDECT, que utiliza critérios de idade, escolaridade e renda familiar, além de priorizar quem estiver desempregado ou for arrimo de família. Os participantes dos programas Ação Jovem e Renda Cidadã, ações da Secretaria de Desenvolvimento Social, também têm prioridade no processo de seleção.

Os cursos oferecidos pelo Via Rápida serão realizados nas Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) do Estado de SP e em estruturas do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat).

Via Rápida
Lançado em julho deste ano, o Via Rápida Emprego conta com investimento de R$ 68 milhões em todo o Estado de São Paulo. O programa tem o objetivo de oferecer capacitação profissional gratuita, por meio de cursos de curta duração a desempregados, jovens carentes, beneficiários de programas de transferência de renda, idosos e portadores de deficiência.

São mais de 130 opções de cursos, num total de 30 mil vagas, distribuídas em 401 municípios. A oferta de cursos é baseada em avaliações permanentes da demanda, feitas com informações do Emprega São Paulo, Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), além dos diagnósticos regionais elaborados pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade).

O programa oferece cursos para diversas áreas como construção civil, comércio, indústria, prestação de serviços e agricultura. Há ainda opções de cursos específicos para pessoas com deficiência, alunos do último ano do Ensino Médio das escolas estaduais, presidiários em regime semiaberto e egressos do sistema penitenciário.

Metas para 2012
No próximo ano o Via Rápida será ampliado e deverá atender mais 125 mil cidadãos. Também serão construídas cinco unidades fixas do programa em cidades-polo, a serem definidas ainda em 2011. Para suprir a carência de estrutura laboratorial em municípios menores, serão entregues 12 unidades móveis (carretas) que circularão por todo o Estado.

Clique aqui para ver tabela de vagas divididas por município.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo