carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Via Rápida abre mais de 37 mil vagas



10/07/2012

Secretário faz um balanço do primeiro ano do programa Via Rápida

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT), Luiz Carlos Quadrelli, anunciaram na manhã de hoje (10/07), no Palácio dos Bandeirantes, a abertura de 37.152 mil novas vagas em cursos gratuitos de capacitação profissional do programa Via Rápida Emprego.

A iniciativa que completa um ano em julho já atendeu 40 mil pessoas em todo o Estado. Foram 33 mil capacitações realizadas em 2011, e outras 7 mil ofertadas no primeiro semestre de 2012. A ação é destinada aos cidadãos que buscam aprimorar suas habilidades profissionais e aumentar as chances de inserção no mercado de trabalho. O Governo do Estado já investiu mais de R$ 149 milhões em ações do Programa que incluem a contratação de vagas e as unidades fixas e móveis.

De acordo com Luiz Carlos Quadrelli, nenhum país se torna uma grande potência sem eleger a educação e qualificação profissional como premissas de uma sociedade. ”O Governo do Estado de São Paulo trabalha com esse propósito. O Via Rápida, além de preparar os trabalhadores para uma melhor colocação profissional, também oferece oportunidade para que pequenos empreendedores abram o seu próprio negócio e contribuam para a geração de emprego e renda”, completa.

As mais de 37 mil vagas estão distribuídas em 491 municípios, o que correspondente a 76% das cidades paulistas. São 2.880 na Capital, 5.930 na Região Metropolitana de São Paulo e 28.342 vagas no interior e litoral. Há mais de 150 opções de cursos nas áreas da construção civil, comércio, indústria, transporte, agricultura e prestação de serviços.

Entre as modalidades ofertadas estão “Assistente Administrativo”, “Operador de Telemarketing”, “Gastronomia”, “Agente de turismo”, “Técnicas de Vendas”, “Garçom”, “Pedreiro”, “Encanador”, “Soldagem”, “Operador de Empilhadeira”, “Logística básica”, “Jardinagem” e “Construtor de Móveis”. A lista completa já está disponível e pode ser consultada no site www.viarapida.sp.gov.br.

As aulas terão duração de no máximo três meses e serão ministradas em Escolas Técnicas (Etecs), Faculdades de Tecnologia (Fatecs) do Estado de SP e em unidades do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat), da Associação para Valorização de Pessoas com Deficiência (Avape) e da Associação de Deficientes Visuais e Amigos (Adeva).

Unidades Móveis/ Carretas: Para atender às necessidades imediatas de formação de mão de obra, o Via Rápida Emprego conta ainda com o apoio de quatro unidades móveis (carretas), equipadas com salas de aula e laboratórios, que permitem levar qualificação profissional a diversos municípios. São elas: Vestuário, Hospitalidade, Soldagem e Metrologia. As carretas possuem área interna de aproximadamente 60 m² e são equipadas com instrumentos necessários para cada tipo de curso. Cada unidade atende até 20 alunos por turma. As aulas têm duração de 80 a 100 horas e são realizadas de segunda a sexta, em três períodos.

Unidades fixas: Além disso, o programa passará a contar com prédios que serão erguidos em regiões estratégicas do Estado, possibilitando a realização de um número maior de capacitações e novas ofertas de cursos. As obras que fazem parte do plano de expansão do Programa já foram iniciadas em São Bernardo do Campo, Santos e Campinas.

Os cursos estão disponíveis no site do programa.

Cursos específicos: O Via Rápida Emprego também oferece 310 vagas em cursos específicos para pessoas com deficiência em Embu-Guaçu, Guararema, Marília, Santo André, Santos, Taubaté, Cubatão, Registro e São Paulo, Suzano. As modalidades foram criadas em parceria com a Associação para Valorização de Pessoas com Deficiência (Avape) e com a Associação de Deficientes Visuais e Amigos (Adeva). As opções são: “Informática Básica”, “Assistente administrativo”, “Operador de Caixa”, “Logística Básica”, “Assistente Administrativo”, “Almoxarife e Repositor de Mercadorias”, “Operador de Telemarketing”, “Garçom”, “Camareira” e “Formação em Telemarketing”.

Pró-egressos: Também foram reservadas 900 vagas para presidiários em regime semiaberto do sistema penitenciário. A seleção e a inscrição dos alunos serão realizadas pela Secretaria de Administração Penitenciária (SAP). Os cursos serão ministrados dentro de unidades prisionais localizadas em 25 municípios, entre eles a Capital. Há opções como “Pintura e Texturização Residencial”, “Panificação e Confeitaria”, “Assistente de Logística”, “Panificação e Confeitaria”, “Horticultura, Pedreiro - Assentador de Pisos e Azulejos”, “Pedreiro - Assentador de Blocos e Tijolos”, “Produção de Mudas em viveiros”, “Pizzaiolo”, “Recreacionista” e “Garçom”.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo