carregando...

Notícias

Notícias

Vale do Rio Doce investe em SJC



06/11/2007

O vice-governador e secretário de Desenvolvimento do Estado de São Paulo, Alberto Goldman, participou nesta terça-feira (06/11), do lançamento do Centro Tecnológico de Energia – CTE, em São José dos Campos. Participaram do evento o diretor-presidente da Companhia Vale do Rio Doce - CVRD, Roger Agnelli, o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES, Luciano Coutinho e o prefeito do Município de São José dos Campos, Eduardo Cury.

O Centro Tecnológico de Energia será implantado no Núcleo do Parque Tecnológico de São José dos Campos pela Companhia Vale do Rio Doce. Este é o segundo empreendimento em desenvolvimento a se instalar no Núcleo. O primeiro foi o Centro de Desenvolvimento em Tecnologia Aeronáutica, reunindo a Embraer, o ITA e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), que já está na segunda das três fases de sua implantação. As pesquisas do CET terão por base o conhecimento e a participação efetiva de pesquisadores de várias empresas e instituições da região de São José dos Campos, por meio de convênios firmados com o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) e a Universidade de São Paulo (USP), entre outros.

Para o presidente da CVRD, Roger Agnelli, é maravilhoso que o centro gere riqueza e conhecimento para o país, especialmente em se tratando da área energética. Alberto Goldman ressaltou a importância estratégica do CET para o país e chamou a atenção para os baixos investimentos em matéria de tecnologia no Brasil. Para o secretário, São José dos Campos deve ser uma referência na implantação dos Parques Tecnológicos. “Em São José dos Campos eu vi, no início do ano, aquilo que considero modelo do que queremos para o sistema paulista de Parques Tecnológicos”, afirmou.

O prefeito de São José dos Campos, Eduardo Cury, agradeceu a colaboração de Goldman na implantação do CET. “Obrigado, senhor vice-governador, por acreditar nesse projeto, que está dando frutos mais cedo do que muitos de nós poderíamos esperar”, concluiu.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo