carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Unicamp estimula formação de alunos-empreendedores



07/02/2011

Jovens fundadores de empresa especializada em controle de processos

“A Unicamp está se consolidando no seleto grupo de universidades brasileiras parceiras dos empreendedores”. A afirmação é de Igor Santiago, ex-aluno da universidade, empreendedor e presidente do Campinas Startups, uma associação que representa empresas nascentes de base tecnológica da Região Metropolitana de Campinas.

Santiago é um dos casos que servem como inspiração para alunos com ambições de criarem suas empresas de base tecnológica, e de motivação para professores ligados ao movimento de empreendedorismo nas universidades. Ele é um dos fundadores da I.Systems, empresa especializada em controle avançado de processos. Junto com seus sócios Danilo Lavigne Halla, Ronaldo Antônio da Silva e Leonardo Freitas, ele faz parte do grupo de ex-alunos da Unicamp que passaram por diversos programas da Universidade de apoio à formação de empreendedores e seguem bem-sucedidos com seu empreendimento de base tecnológica.

Santiago relata que a formação de sua empresa aconteceu em paralelo aos programas de apoio. Aluno da graduação, em 2006, ele e os sócios cursaram uma disciplina sobre empreendedorismo na Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação. “O curso nos motivou a aplicar nosso conhecimento para solucionar um problema e desenvolver um negócio”, avalia. Nesta disciplina, eles produziram o primeiro plano de negócios da I.Systems, com o foco em desenvolver um serviço para a planta da Coca-Cola Femsa em Jundiaí. “A questão básica a responder no projeto era se seria possível melhorar ainda mais a eficiência de uma das mais eficientes e produtivas engarrafadoras no mundo”, lembra.

Com o primeiro estudo em mãos, o grupo foi selecionado para ser pré-incubado na Agência de Inovação Inova Unicamp em 2007. Com a orientação de Paulo Lemos, responsável pela área na Inova, o relacionamento com a Coca-Cola Femsa evoluiu e eles puderam desenvolver a ideia. Em 2008 foram pré-incubados no Softex Campinas para o desenvolvimento da tecnologia já com o apoio da empresa. A incubação formal I.Systems ocorreu durante 2009 e se encerrou em julho de 2010. “A pré-incubação e a incubação oferecem suporte de negócios e networking que ajudam muito ao empreendedor”, avalia Santiago.

Implantada na Femsa, a tecnologia desenvolvida pela I.Systems reduziu as perdas por borbulhamento, em números brutos, de 64 para 37 litros de refrigerante por hora, e as rejeições por nível de 685 para 465 garrafas por dia. “Geramos uma economia de 500.000 litros de refrigerante por ano”, coloca Santiago. De acordo com Derek Clemence, gerente de manutenção da planta de Jundiaí da Femsa, a interação entre as empresas foi muito boa e com a realização de reuniões de planejamento, as ações ocorreram de modo previsto.

Para o gerente da Femsa, é importante ter na região pequenas empresas de tecnologia como fornecedoras para as grandes empresas. “As pequenas empresas podem focar mais em nichos não explorados pelas grandes corporações e oferecer um serviço mais dedicado ao cliente”, avalia. Clemence também aponta benefícios amplos na interação. Segundo ele, para a grande empresa ter uma empresa nascente como fornecedor dá mais flexibilidade de negociação de um pacote específico para o uso e atuação. “Além disso, normalmente nas pequenas empresas de base tecnológica se negocia direto com o dono e é possível obter resultados melhores e mais precisos para a nossa utilidade”, coloca. No aspecto de desenvolvimento regional, o gerente coloca que estas empresas são incentivo ao desenvolvimento de recursos humanos local qualificados.

Apoio continuado
Mesmo fora da incubadora, há um ano a I.Systems tem o apoio do Conselho de Start-ups, programa de mentoria do grupo Unicamp Ventures (rede de ex-alunos empreendedores da Unicamp) no qual os empresários mais bem sucedidos apoiam empresas nascentes. Seus mentores são Fabricio Bloisi, da Movile, e Vinícius Toporcov, da Siemens. “O aconselhamento contribuiu muito para nossos esforços de vendas e proposta de valor nesta nova etapa da empresa”, relata Santiago.

Segundo o professor Roberto Lotufo, diretor-executivo da Agência de Inovação Inova Unicamp, há na Universidade um enorme potencial de replicar esta experiência exitosa da I.Systems e programar uma série de iniciativas durante este ano. “Logo lançaremos um desafio de inovação para alunos e empresas da região. E no segundo semestre, teremos a oferta de cursos de empreendedorismo, com o apoio das Pró-reitorias de Pós-Graduação e Graduação, em parceria com organizações de referência mundial na área”, coloca Lotufo.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo