carregando...

Notícias

Notícias

Unicamp é em destaque em Avaliação da Educação



28/12/2012

Em sua segunda participação no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), a Unicamp ficou na quarta colocação entre as universidades brasileiras. De acordo com o Índice Geral de Cursos (IGC) gerado pelo processo avaliatório, a Universidade obteve conceito 4,22, dentro de uma escala que varia de um a cinco. As notas de três a cinco significam desempenho satisfatório e as de um a dois, insatisfatório. Ao todo, foram examinadas 2.136 escolas de ensino superior, entre públicas e privadas. Para formular o IGC, o Ministério da Educação (MEC) leva em consideração, entre outros fatores, a qualificação do corpo docente, as instalações físicas, o projeto pedagógico, além das notas dos alunos concluintes no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) e o Índice de Diferença de Desempenho que utiliza a nota do Enem dos alunos ingressantes.

A assessora da Pró-Reitoria de Graduação (PRG), professora Eliana Amaral, explica que o resultado, divulgado recentemente pelo MEC refere-se ao ano de 2011. “Os números relativos a 2012 serão divulgados somente no ano que vem. Dessa forma, a Universidade estará completando o ciclo de três anos previsto pelo Sinaes. De posse da evolução dos dados no período, a instituição terá um instrumento a mais no qual se basear para empreender novas ações voltadas à qualificação do ensino de graduação”, afirma.

A docente lembra que em 2010, ano da sua primeira participação no Sinaes, a Unicamp ficou na primeira colocação entre as universidades brasileiras. Ela credita a mudança de posição no ranking ao provável boicote à prova do Enade, promovido pelos alunos de alguns cursos. “Como as regras do sistema exigem o comparecimento e não a execução da prova, os estudantes de alguns cursos podem optar por não realizar o exame, como forma de protestar contra o processo avaliatório. Como estes casos não são identificados a priori e nem eliminados dos cálculos pelo Inep [Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira], isso traz impactos importantes ao Conceito Preliminar de Curso [CPC], que é a nota dada a cada curso da Universidade”, pondera.

Uma evidência da “contaminação” promovida pela adesão parcial ao movimento de boicote promovido por parte dos estudantes está na discrepância da posição entre alguns cursos da Unicamp no ranking do MEC. O de Tecnologia em Saneamento Ambiental, oferecido pela Faculdade de Tecnologia (FT), com campus em Limeira (SP), ficou em primeiro lugar entre os cursos similares. Já o de Tecnologia em Construção de Edifícios, oferecido pela mesma Unidade, ocupou o quarto lugar no Brasil. De acordo com o diretor da FT, professor José Geraldo Pena de Andrade, a bom desempenho dos dois cursos na prova do Enade está relacionado ao trabalho feito pela Unidade junto aos alunos. “Nos promovemos reuniões e palestras para mostrar a eles a importância de participarem do exame com seriedade. Argumentamos que uma boa performance na prova seria uma demonstração para a sociedade do trabalho sério realizado pela Faculdade, além e agregar valor ao diploma deles. Evidentemente, os conceitos obtidos é mérito desses estudantes, que responderam a contento”, disse.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo