carregando...

Notícias

Notícias

UNESCO lança Relatório 'Educação para Todos' 2013/2014



06/01/2014

O "Relatório de Monitoramento Global de Educação para Todos", edição 2013/14, será lançado em seminário que ocorrerá no próximo dia 29 de janeiro, das 9h às 13h, simultaneamente no Brasil e Etiópia, na África. No Brasil, o evento ocorrerá no auditório do Museu da República, Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Intitulado “Ensinar e aprender: alcançar a qualidade para todos”, o documento é uma publicação anual da UNESCO, órgão das Nações Unidas para Educação e Cultura.

Na ocasião, educadores previamente inscritos poderão apresentar suas experiências com ensino e aprendizagem. Bernardo Mançano Fernandes, coordenador da Cátedra UNESCO de Educação do Campo e Desenvolvimento Territorial, vinculado ao Instituto de Políticas Públicas e Relações Internacionais (IPPRI), da Unesp, discorrerá sobre a iniciativa de a Universidade implementar o Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial na América Latina e Caribe, nível mestrado. 

Fernandes lembra que o TerritoriAL é o primeiro programa stricto sensu do país destinado à formação de oriundos de territórios camponeses, quilombolas, indígenas ou de outras populações tradicionais. “Nosso trabalho é colocar em ação as metas do Marco Estratégico da UNESCO no Brasil,” assinala. A primeira seleção do TerritoriAL ocorreu entre maio e julho de 2013, na qual foram escolhidos 39 mestrandos, sendo três estrangeiros.

Territorial
O Programa de Pós–Graduação em Desenvolvimento Territorial na América Latina e Caribe é fruto da tradição da Unesp em pesquisa e extensão sobre a questão agrária e, recentemente, do progresso da Geografia Agrária no Câmpus de Presidente Prudente, com os trabalhos do Núcleo de Estudos, Pesquisas e Projetos de Reforma Agrária (NERA) e do  Centro de Estudos de Geografia do Trabalho (CEGET).

É oferecido em convênio com a Escola Nacional Florestan Fernandes, parceria com a Via Campesina e o Conselho Latino-americano de Ciência Sociais (CLACSO) e conta com apoio do PRONERA (Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária), CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico) e CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), além da UNESCO.

O objetivo é contribuir com a construção do conhecimento e com a elaboração de políticas públicas que viabilizem condições necessárias para a vida digna. Embora o espaço de análise seja a América Latina e Caribe, os projetos miram o mundo, propondo estudos comparativos com a América do Norte, Europa, África e Ásia.

Relatório
Criado para monitorar as Metas de Educação para Todos (EPT) até 2015, limite máximo para serem atingidas conforme estabelecido por 164 países no Fórum Mundial de Educação de Dakar, em 2000, o "Relatório de Monitoramento Global do EPT" 2013/2014 traz uma atualização do progresso do cumprimento das metas.

Esta edição inclui o monitoramento do item “financiamento para o alcance das Metas em âmbito global”. O foco é a importância da equidade e da qualidade da educação, com atenção especial à formação dos professores, pilares para o enfrentamento da crise na educação e no planejamento das políticas educacionais do Pós-2015.

Para a Coordenadora de Educação da Representação da UNESCO no Brasil, Rebeca Otero, o lançamento do "Relatório de Monitoramento de EPT" “é uma oportunidade de reunir os principais representantes e especialistas da educação e de fomentar o debate sobre a educação no Brasil, na América Latina e Caribe e no mundo”.

Os seis objetivos aprovados durante a Conferência de Dacar de 2000 a serem alcançados até 2015 são: Cuidados na primeira infância e educação; Educação primária universal; Habilidades para jovens e adultos; Alfabetização de adultos; Paridade e igualdade de gênero; Qualidade da educação.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo