carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

SP terá mais uma fábrica da Toyota



16/07/2008

A Secretaria de Desenvolvimento, em parceria com a prefeitura de Sorocaba, trouxe a terceira fábrica da Toyota no Brasil para o Estado de São Paulo, com investimentos de cerca de US$ 750 milhões. O anúncio foi feito nesta terça-feira (15/07), no Palácio dos Bandeirantes, pelo governador de São Paulo, José Serra, após receber em uma reunião a comitiva da empresa, liderada pelo diretor-presidente da Toyota no Brasil, Shozo Hasebe.

Com a presença do vice-governador e secretário de Desenvolvimento Alberto Goldman e do secretário-adjunto Luciano de Almeida, o Governador José Serra anunciou que a terceira fábrica da empresa no Brasil será em Sorocaba, oeste do Estado. A instalação da futura fábrica da Toyota é o primeiro grande investimento viabilizado pelos trabalhos da Secretaria de Desenvolvimento em coordenar as políticas de atração de recursos e promover o desenvolvimento sustentável.

A nova fábrica deve produzir até 150 mil veículos por ano com a criação de ao menos 2.500 empregos diretos. Para atender a demanda de mão-de-obra da empresa a Fatec (Faculdade de Tecnologia) e a Etec (Escola Técnica) de Sorocaba serão ampliadas. “Muitas vezes as empresas cooperam com máquinas e equipamentos. O Estado entra com recursos para pagamento de salário dos professores”, comentou o governador José Serra.

A fábrica vai integrar o Parque Tecnológico de Sorocaba, que será implantado pela prefeitura e está em fase de pré-credenciamento na Secretaria de Desenvolvimento. Com isso, Sorocaba entra para o Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec). “Sorocaba já tem desenvolvimento e o Parque na cidade vai impulsionar esse desenvolvimento”, disse o governador. O SPTec foi um dos fatores decisivos para que São Paulo recebesse a nova fábrica da Toyota. A iniciativa busca fomentar a pesquisa e a inovação tecnológica dando suporte ao desenvolvimento de atividades empresariais. Estão previstas a implantação de dez Parques Tecnológicos até 2010 no Estado, em cidades como Campinas, Ribeirão Preto, São Carlos, São José dos Campos, Piracicaba e São Paulo.

Os diretores da montadora analisaram propostas de sete estados, mas o grande potencial paulista no cenário da economia nacional também foi decisivo para a escolha. O Estado é o maior parque industrial do Brasil e representa mais de 31% do PIB (Produto Interno Bruto) do país.

Outro fator determinante foi o decreto assinado pelo governador Serra que regulamentou o Programa ProVeículo, em que as montadoras paulistas do setor poderão utilizar os créditos acumulados de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços) que vierem a ser apropriados até 30 de novembro de 2010 para custear projetos de modernização de suas plantas industriais, construção de novas fábricas, desenvolvimento de novos produtos e ampliação dos negócios em São Paulo. Ao mesmo tempo, a iniciativa torna a indústria automotora uma parceira das políticas sociais do governo, uma vez que as empresas que aderirem ao ProVeículo vão participar do programa Jovem Cidadão - Meu Primeiro Trabalho. “Devem ter acontecido mais de 200 reuniões desde o início do processo. Penso que esse, talvez, tenha sido um elemento importante na escolha da empresa”, reforçou Serra.

A nova planta da Toyota do Brasil será construída entre os quilômetros 91 e 93 da Rodovia Castelo Branco numa área de 3,7 milhões de metros quadrados. A previsão é que a empresa inicie a produção em novembro de 2011 com modelos compactos ainda não definidos. “Nessa nova planta serão fabricados, sobretudo, veículos para atender o mercado nacional”, afirmou o vice-governador Alberto Goldman.

Os investimentos para a nova planta da montadora não foram divulgados. Estima-se que esse montante oscile entre US$ 750 milhões e US$ 1 bilhão. Sobre os benefícios da instalação da nova fábrica o governador José Serra afirmou: “A fábrica de Sorocaba vai responder por 10% do que a indústria paulista produz hoje. Isso vai gerar emprego, negócios e receita tributária sadia, que vem não do aumento da carga tributaria, mas sim do aumento da atividade econômica”.

Toyota em São Paulo

Há dez anos, a Toyota inaugurou uma fábrica em Indaiatuba na Região Metropolitana de Campinas (RMC), onde produz o sedã Corolla e a perua Fielder. No bairro do Ipiranga, na capital, a montadora inaugurou em 1958, a primeira fábrica da Toyota fora do Japão, onde produzia o Land Cruiser, primeiro utilitário Toyota lançado no mercado brasileiro. Quatro anos depois, a fábrica mudou para São Bernardo do Campo. A partir daí, a Toyota substitui a linha Land Cruiser pelo jipe Bandeirante, equipado com motor a diesel, tração nas quatro rodas e disponível nas versões jipe e camioneta de carga e de uso misto.

Como contrapartida aos investimentos, o governo estadual construíra até dezembro do próximo ano um trevo no quilômetro 93. Há previsão ainda da criação de um Centro Tecnológico de Ensino e Formação de mão-de-obra no interior do Parque de Sorocaba, bem como a instalação, até dezembro de 2009, de uma base operacional do Corpo de Bombeiros e outra da Polícia Militar na mesma região. Já a prefeitura prevê inaugurar o Centro de Coordenação de Incubadoras de Empresas; Condomínio Empresarial I e II; laboratórios, instalações de ensino e capacitação e uma biblioteca. A prefeitura também desapropriou uma área de 400 mil metros para atender a necessidade da criação do Parque Tecnológico da cidade.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo