carregando...

Notícias

Notícias

Seminário sobre pesquisa em biodiversidade



07/02/2014

Fonte: Unesp

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e a National Science Foundation (NSF), agência federal norte-americana de fomento à pesquisa, realizam em 10 de fevereiro, no âmbito de seus Programas Biota-Fapesp e Dimensions of Biodiversity, o workshop Dimensions US-BIOTA São Paulo: a multidisciplinary framework for biodiversity prediction in the Brazilian Atlantic Forest hotspot. O Programa Biota-Fapesp, o Instituto Florestal e o Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (IB-USP) apoiam a organização do encontro científico.

Lançado em 1999, o Biota-Fapesp abrange pesquisas para conhecer, mapear e analisar a fauna, flora e microrganismos do Estado de São Paulo, e também avaliar as possibilidades de exploração sustentável da biodiversidade com potencial econômico e subsidiar a formulação de políticas de conservação ambiental.

O Programa Dimensions of Biodiversity apoia um amplo espectro de pesquisas sobre a biodiversidade, nos Estados Unidos e em parceria com instituições de outros países, com o objetivo de integrar aspectos descritivos e funcionais de espécies no planeta.

Os pesquisadores participantes da reunião científica discutirão avanços para a documentação de espécies da Mata Atlântica, a ampliação do conhecimento sobre os processos desse bioma e formas inovadoras de integrar dados e identificar estudos para previsão e proteção da biodiversidade da região.

A realização do workshop foi motivada pela seleção de um projeto cooperativo, coordenado por Ana Carnaval, da City University of New York, Estados Unidos, e Cristina Miyaki, da Universidade de São Paulo, na segunda Chamada de Propostas de cooperação científica Fapesp-NSF. O projeto, que será apresentado na reunião, propõe uma ampla pesquisa multidisciplinar para entender como as espécies da Mata Atlântica responderam a repetidas mudanças ambientais nos últimos 120 mil anos.

Os resultados, segundo as pesquisadoras, poderão se revelar importantes para estimar a resposta da fauna e da flora do bioma a futuras alterações na paisagem e no clima.

O seminário reunirá cientistas nas áreas de biogeografia, climatologia, geologia, ecologia e evolução, ligados à USP, Unesp, Unicamp, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e Universidade Federal de Goiás (UFG). Também apresentarão palestras representantes do Museu Australiano – que há 180 anos desenvolve pesquisa, mantém coleções e realiza atividades de educação –, Jardim Botânico de Nova York, The City University of New York e Instituto de Pesquisa para o Desenvolvimento, de Montpellier (França).

Os principais temas do workshop são as variações no clima e na superfície da Terra ocorridas na região da Mata Atlântica ao longo da história do planeta, padrões da diversidade, biogeografia, ecologia da paisagem, projeções climáticas e vulnerabilidade do bioma às mudanças climáticas em áreas protegidas no século 21.

Carlos Joly, pesquisador da Unicamp e coordenador do Biota-Fapesp, abre o seminário com apresentação da experiência de combinar a pesquisa sobre a biodiversidade, capacitação de pesquisadores, bioprospecção e impacto de políticas públicas ambientais, desenvolvida há 12 anos pelo Biota.

No encerramento, Dan Faith, pesquisador principal do Museu Australiano, irá tratar da iniciativa GEO Biodiversity Observation Network (GEO BON) e dos desafios para a classificação de grupos de organismos com base na filogenia, que estuda a relação evolutiva entre eles. A GEO BON reúne cerca de 100 organizações intergovernamentais e não governamentais no mundo, envolvidas no levantamento e organização de dados e na ampliação de acesso de gestores e formuladores de políticas públicas a informações sobre a biodiversidade.

Chamada de Propostas

Em dezembro de 2013, foi lançada a terceira Chamada de Propostas de pesquisa sobre biodiversidade pelos programas Biota-Fapesp e Dimensions of Biodiversity. Pesquisadores ligados a instituições de ensino superior e de pesquisa no Estado de São Paulo podem apresentar, até 21 de fevereiro de 2014, propostas de pesquisa em cooperação de acordo com o Memorando de Entendimento assinado entre a Fapesp e a NSF em dezembro de 2011, que prevê o apoio compartilhado a pesquisas em cooperação sobre a biodiversidade por um período de 10 anos.

O processo irá selecionar no máximo dois projetos, que poderão receber financiamento de até US$ 4 milhões cada um, divididos igualmente entre a Fapesp e a NSF. As propostas submetidas devem integrar as três dimensões da biodiversidade – genética, taxonômica/filogenética e funcional – com o objetivo de compreender as interações entre elas e seus resultados.

O conteúdo da Chamada de Propostas está publicado em: www.fapesp.br/en/8409

Workshop
Dimensions US-BIOTA São Paulo: a multidisciplinary framework for biodiversity prediction in the Brazilian Atlantic forest hotspot
Data e horário: 10 de fevereiro, segunda-feira, das 9 às 18h
Local: Auditório da FAPESP; Rua Pio XI, 1.500, Alto da Lapa, São Paulo-SP

Programação: www.fapesp.br/8426

Confirmação de presença: www.fapesp.br/eventos/usbiota/registration

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo