carregando...

Notícias

Notícias

Secretário participa de posse do novo superintendente do Ipen



22/02/2013

Fonte: Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia

Novo superintendente do Ipen, José Carlos Bressani, fala sobre a importância do instituto  (Ruy Jobim Neto/SDECT)O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado em exercício, Luiz Carlos Quadrelli, participou nesta sexta-feira, 22 de fevereiro, da cerimônia de posse do novo superintendente do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen), o engenheiro de materiais José Carlos Bressani, servidor de carreira do instituto, que substitui o físico Nilson Dias Vieira Júnior.O evento contou com as presenças do ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, e do presidente da Comissão Nacional de Energia, Angelo Fernando Padilha.

Em seu discurso, o secretário ressaltou que Bressiani terá a importante tarefa de comandar o maior instituto de pesquisas nucleares da América Latina. “São mais de mil funcionários e mais de 10 centros de pesquisas, nas áreas que vão de biotecnologia a combustíveis nucleares, da metrologia das radiações a aplicações de lasers, de química e meio ambiente a radiofarmácia. Para dirigir esse gigante, nada mais recomendável do que alguém com excelência técnica e profissional e que conheça o instituto”, completou.

Bressiani assina mais de 370 trabalhos científicos publicados em revistas, capítulos de livros e anais e orientou 32 dissertações e teses. É mestre em Tecnologia Nuclear pela Universidade de São Paulo (USP) e recebeu o título de doutor pelo Instituto Max-Planck/Universidade de Stuttgart (Alemanha). É bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq nível 1B e preside a Comissão de Pós-Graduação do Ipen/USP desde 2005.

O novo superintendente ocupava o cargo de diretor de Pesquisa, Desenvolvimento e Ensino do Ipen desde 2004. Foi chefe da área de materiais de 1988 a 2004. Ingressou no instituto como estagiário em 1975 – após concluir sua graduação pela UFSCar em 1974 – sendo admitido como servidor no mesmo ano.

Ele atuou como coordenador de vários programas e comissões técnicas, foi membro do Conselho de Pós-Graduação da USP e presidiu a Associação Brasileira de Cerâmica, da qual é diretor de Administração. É coordenador do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica e de Bolsas de Iniciação Tecnológica da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) desde 2008. É também diretor do Centro Franco-Brasileiro de Documentação Técnica e Científica (CenDoTeC) desde maio de 2004.

O pesquisador é membro do Conselho de Administração das Indústrias Nucleares do Brasil (INB) desde 2010 e membro do Conselho Superior do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo de 2010 a 2012, reconduzido para um novo mandato de dois anos.

O Ipen é uma autarquia estadual vinculada à Pasta, gerida técnica e administrativamente pela CNEN do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT). O processo de escolha do gestor foi aberto em agosto de 2012, com o estabelecimento de uma lista tríplice pelo Conselho Superior do instituto, que encaminha a lista para aprovação do presidente da CNEN e do reitor da USP. A lista é enviada ao governador do Estado de São Paulo, para nomeação, por intermédio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado. O mandato tem duração de quatro anos, permitida uma recondução.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo