carregando...

Notícias

Notícias

Secretário participa de formatura de turmas em Santos



10/03/2012

Paulo Alexandre afirmou que já foram executadas 400 vagas em Santos (Renata D’Angelo/SDECT)

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Paulo Alexandre Barbosa, participou neste sábado (10), em Santos, da cerimônia de formatura das primeiras turmas inscritas este ano nos cursos de qualificação profissional do Via Rápida Emprego. O evento reuniu 103 alunos de quatro cursos: “Agente de Turismo”, “Serviços de Almoxarifado e Repositor de Mercadorias”, “Técnicas de Vendas” e “Cuidador de Idosos”. As capacitações do programa são voltadas para as necessidades locais. Assim, o cidadão pode se qualificar e conseguir com mais facilidade um emprego próximo ao local onde mora.


Segundo o secretário Paulo Alexandre, em Santos, o Via Rápida disponibilizou até o momento mais de 400 vagas para cursos em diversas áreas, entre eles Logística Portuária, Operador de Gate, Agente de Turismo e Técnicas de Vendas. "A partir de abril, os moradores da cidade contarão com mais 626 vagas que serão executadas até junho. É gratificante ver a felicidade estampada nos rostos dos alunos que participam do Via Rápida Emprego. Hoje, quanto mais preparo tiver o profissional, mais fácil será para ele ingressar no mercado de trabalho. Essa é a principal proposta do programa: levar conhecimento para aqueles que estão em busca de oportunidades", afirmou.

Paulo Alexandre ressaltou ainda que a exploração do pré-sal irá gerar milhares de oportunidades de emprego, em especial na Região da Baixada Santista, que exigirão conhecimento. "E é nesse sentido que o Governo de São Paulo tem contribuído: preparando cada vez mais profissionais para mercado de trabalho".

Neste semestre, o programa, que é coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo (SDECT), vai oferecer mais 2,6 mil vagas em cursos gratuitos de qualificação profissional na Baixada Santista. As primeiras capacitações tiveram início em fevereiro com a execução de cursos nas áreas de informática, contabilidade, turismo e vendas, realizados em Santos e em Guarujá.

Ao todo, 103 alunos de quatro cursos participaram da formatura em Santos (Renata D’Angelo/SDECT)Novas turmas também estão previstas em São Vicente e Cubatão, cujas aulas serão iniciadas ainda este mês. Nesta primeira etapa, a meta é capacitar mais de 750 pessoas na região. Em abril, a SDECT disponibilizará as duas mil vagas restantes, que serão distribuídas também entre os municípios de Bertioga, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe.

Até junho deste ano, estarão à disposição dos moradores da Baixada Santista mais de 60 opções de cursos. Entre elas: rotinas financeiras, assistente administrativo, motorista de ônibus urbano, operador de empilhadeira, motorista de cargas, mecânico de automóveis, soldador eletricista e camareira.

As capacitações têm duração máxima de até três meses, com aulas ministradas em Escolas Técnicas (Etecs), Faculdades de Tecnologia (Fatecs) do Estado de SP, em unidades do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), do Senac São Paulo (Atendimento Corporativo), do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat) ou em outras instituições contratadas pela SDECT.

Lançado em 14 de julho de 2011, o Via Rápida Emprego é um programa do Governo do Estado que oferece capacitação profissional gratuita para os cidadãos que buscam ingressar no mercado de trabalho ou abrir seu próprio negócio. Em 2011, o programa disponibilizou 33 mil vagas em mais de 400 municípios.

As inscrições são realizadas pelo site www.viarapida.sp.gov.br. Os participantes selecionados recebem material didático e subsídio de transporte no valor de R$ 120. Desempregados, sem seguro desemprego ou benefício previdenciário, também têm direito à bolsa-auxílio mensal de R$ 210. A seleção é feita pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, que analisa critérios de idade, escolaridade e renda familiar. Quem está desempregado ou é arrimo de família, tem prioridade. Os selecionados são informados por carta oficial.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo