carregando...

Notícias

Notícias

Secretário participa da abertura da Fipan



17/07/2012

Secretário fala sobre as vagas do Via Rápida na área de panificação e alimentos (Fabiano Guimarães/SDECT)

 

O secretário adjunto responsável pela pasta de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT), Luiz Carlos Quadrelli, participou nessa terça-feira (17) da cerimônia de abertura da Feira Internacional de Panificação, Confeitaria e do Varejo Independente de Alimentos (Fipan), a maior feira de Panificação e Confeitaria da América Latina.

De acordo com o Quadrelli, a Fipan é uma grande oportunidade para a promoção de negócios e um importante canal entre a indústria e o segmento de food service, em especial o da panificação, que em São Paulo emprega mais de 800 mil pessoas. “A feira internacional contribui diretamente para o desenvolvimento econômico do Estado”, afirma.

Na edição de 2012 são esperadas 62 mil pessoas entre visitantes e estão previstos 350 expositores. O objetivo da feira é promover negócios para todos os segmentos que operam o Food Service, tornando-se um importante canal entre a indústria e os segmentos transformadores.

O evento é promovido pelo Sindicato e Associação dos Industriais de Panificação e Confeitaria de São Paulo (Sindipan/Aipan-SP), representante da categoria patronal do setor em 33 municípios da Grande São Paulo, mantendo filiadas à sua base aproximadamente 4.000 indústrias.

Via Rápida Emprego

O secretário ainda ressaltou as ações do Governo de São Paulo no setor de alimento. Em 2011 foram oferecidas 1800 capacitações voltadas ao mercado da alimentação. “No momento estão abertas mais de duas mil vagas de qualificação profissional para esse segmento. São cursos de capacitação profissional abertas em 47 municípios, entre eles panificação, confeitaria básica, cozinheiro geral, auxiliar de cozinha, confeitaria artesanal, manipulação de alimentos, entre outros”, completa.

Para se inscrever nos cursos de qualificação do Via Rápida Emprego basta acessar o site http://www.viarapida.sp.gov.br. O candidato deve ter idade mínima de 16 anos, ser alfabetizado e residir no Estado de São Paulo. Os documentos necessários são RG e CPF.

Os participantes recebem material didático e subsídio de transporte no valor de R$ 120. Desempregados, sem seguro desemprego ou benefício previdenciário, também têm direito à bolsa-auxílio mensal de R$ 210 durante o período do curso.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo