carregando...

Notícias

Notícias

Secretário discute apoio do BID a APLs



21/02/2013

Fonte: Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia

O Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT) em exercício, Luiz Carlos Quadrelli, e o coordenador de Desenvolvimento Regional, José Alberto Cunha, se reuniram com representantes do Conselho Estratégico do Programa de Fortalecimento da Competitividade das Empresas Localizadas em Arranjos Produtivos Locais (APLs) do Estado de São Paulo, formado pela SDECT, Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-SP) e pela Federação das Industrias do Estado de São Paulo (Fiesp). O conselho presidido pelo secretário discutiu a deliberação de renovação do contrato de empréstimo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) voltado aos APLs paulistas.

O Governo do Estado de São Paulo e o Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID firmaram na data de 13 de junho de 2008, o Contrato de Empréstimo nº 1911/OC-BR no valor de US$ 10 milhões (dez milhões de dólares), com prazo de encerramento para junho de 2013. A ação, executada pela SDECT com apoio do SEBRAE-SP e da Fiesp, consiste em aumentar a competitividade das empresas localizadas nos 14 Arranjos Produtivos Locais (APLs) contemplados pelo Programa, incrementando a coordenação empresarial e institucional para a adoção de práticas competitivas.

Durante o encontro, foi exposto um cronograma de ações realizadas pelo programa desde 2008, além de uma planilha com a previsão de iniciativas a serem implementadas até junho de 2014. O relatório de renovação, elaborado pela SDECT, será enviado a Secretaria da Fazenda e ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão para aprovação final.

Sobre os Arranjos Produtivos Locais
Os APLs são concentrações de empresas que atuam em atividades similares ou relacionadas, que, sob uma estrutura de governança comum, cooperam entre si e com outras entidades públicas e privadas. As empresas localizadas em APLs produzem diversos tipos de produtos em municípios que já desenvolvem uma forte atividade comercial, como no ramo de calçados (Franca, Birigui e Jaú), aeroespacial (São José dos Campos), móveis (Mirassol, Votuporanga e RMSP) e plástico (ABC). Uma das vantagens do APL é facilitar o acesso de micro, pequenas e médias empresas a programas de gestão empresarial, mercado, processo, produtos e linhas de financiamento, visando ao seu fortalecimento no mercado interno e acesso ao externo.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo