carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Secretário destaca políticas públicas na abertura da 41ª Couromoda



13/01/2014

A feira internacional reúne mais de 2.5 mil coleções e tem expectativa de movimentar 35% das vendas anuais da indústria calçadista

O governador Geraldo Alckmin e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI), Rodrigo Garcia, participaram nesta, segunda-feira, (13/01) da abertura da 41ª Couromoda - Feira Internacional de Calçados, Artefatos de Couro e Acessórios de Moda, que acontecerá até o próximo dia 16, no Pavilhão do Anhembi, na capital. Na ocasião foram apresentadas as principais políticas públicas do governo estadual paulista voltadas ao setor.

No evento, Rodrigo Garcia destacou o decreto, assinado na última sexta pelo governador, que concederá o adiamento de 30 dias, do pagamento de ICMS relativos às operações realizadas durante a feira, além da atuação do Comitê Permanente Estadual dos Setores de Calçados, Couro e Artefatos, criado pela SDECTI em outubro de 2013. “A iniciativa reúne a governança local, empresários, entidades tecnológicas, sindicatos, associações e Governo para discutir propostas e políticas voltadas aos segmentos envolvidos”, explica.

O Comitê já realizou três reuniões com representantes dos importantes polos calçadistas de Jaú, Birigui e Franca. De acordo com o secretário, o próximo passo será a criação de uma grande feira regional. “Vamos debater a possibilidade de criar um evento no interior paulista, que contemple pequenos empreendedores e artesãos locais. A ideia é aumentar a competitividade e fortalecer as empresas da região, além de contribuir para a geração de negócios, emprego e renda”, completa Rodrigo.

Participaram da cerimômia  o presidente da Couromodas, Francisco Santos, o presidente da Associação Paulista de Artefatos e Calçados (Ablac), Antoniel Lordelo, o presidente da Assossiação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Heitor Klein, o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, Alencar Burti, o secretário de Turismo do Estado do Ceará, Bismark Maia, o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Ricardo Schaefer, os presidentes de sindicatos de Birigui, Franca e Jaú, entre eles, Nelson Giardino, João Carlos Brigagão, Caetano Bianco Neto, o Deputado Gilson de Souza e outras autoridades.

Sobre a Couromoda

Com 80 mil m² de feira, o encontro é a grande vitrine do setor de calçados, bolsas e acessórios. Durante quatro dias,  oferece ao varejo a oportunidade de conhecer o lançamento de cerca de 2,5 mil coleções. A iniciativa confirma as principais tendências para a temporada outono/inverno e meia-estação, que, em breve, estarão nas vitrines das lojas.

De acordo com o diretor da Couromoda, Francisco Santos, a perspectiva é movimentar 35% das vendas anuais da indústria de calçados. São esperadas cerca de 85 mil visitas profissionais, especialmente de lojistas. “Devemos receber 60 países. Para crescer nesse setor, temos que trabalhar no mercado externo. Acredito que a feira terá resultado positivo e vamos ter um início de ano aquecido”, diz o executivo.

Além da feira de calçados, a Couromoda realiza na mesma semana, de 12 a 15 de janeiro, no pavilhão da Expo Center Norte, a São Paulo Prêt-à-Porter- Feira Internaciohnal de Negócios para a Indústria de Moda, Confecções e Acessórios. O evento apresenta aos lojistas e importadores as novidades de 500 marcas, com a expectativa de 24 mil visitantes.

Setor calçadista 

O consumo de calçado no mercado brasileiro teve 83% de crescimento nos últimos 10 anos. Em 2013, a produção foi de 864 milhões de pares, contra 834 milhões em 2012. Com números tão altos, a perspectiva é de um pequeno crescimento este ano. Conforme o índice de Produção Física Industrial de Calçados, de janeiro a novembro de 2013, segundo o IBGE, no comparativo com igual período de 2012, o crescimento do mercado calçadista brasileiro foi de 6,6%. Ainda conforme o IBGE, o varejo de calçados cresceu no período na casa de 3%. Para 2014, a expectativa é de um leve crescimento nas exportações, embalado especialmente pelo câmbio mais competitivo e pela recuperação gradual de mercados importantes para o calçado brasileiro, especialmente Estados Unidos, o principal comprador, e países da Europa e América Latina.

Clique aqui e confira mais fotos do evento.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo