carregando...

Notícias

Notícias

Secretário consegue ajuda do ministro da Pesca para revitalizar Terminal Pesqueiro de Cananéia



23/03/2015

Fonte: Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação

Visita foi acompanhada pelo prefeito Pedro Ferreira Dias Filho, vereadores, comerciantes e muitos pescadores (Nelson Bonette/prefeitura de Cananéia)O ministro da Pesca, Helder Barbalho, atendendo reivindicação do vice-governador de São Paulo, Márcio França, tomará medidas para revitalizar o Terminal Pesqueiro Público de Cananéia, vital para o desenvolvimento econômico da Cidade, onde 70% da população vive da pesca e 30% do turismo. Márcio França, também secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, que tem raízes em Cananéia, levou o ministro a Cananéia e depois a Santos. França lembrou ao ministro que o terminal poderia também funcionar como um local de formação profissional. Esta foi a primeira vez na história de Cananéia - o núcleo mais antigo do Brasil, de 1501-que um ministro visita a Cidade.

Helder Barbalho informou que o primeiro passo será a adoção de medidas urgentes para revitalizar o terminal: “Temos que fazer uma intervenção imediata para dar mais qualidade aos profissionais que atuam no local. Afinal, são mais de 200 embarcações que utilizam o terminal”.

Na sequência, o ministro disse que vai implantar, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, atividade de formação: “No Terminal cabe muito bem uma escola específica destinada a formar pessoas ligadas a atividades pesqueiras e ao mar em geral. Vamos formatar um convênio nesse sentido”.  

Visita ao Terminal
A visita foi acompanhada pelo prefeito Pedro Ferreira Dias Filho, vereadores, comerciantes e muitos pescadores. Inaugurado em 1976 pelo Governo do Estado, o terminal pertencia ao Centro Estadual de Abastecimento (Ceasa), sendo depois incorporado à Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), também estatal paulista.

Durante a política de privatizações, a Ceagesp teve o terminal pesqueiro entregue à União por meio da Secretaria Especial da Pesca (SEAP), transformado em Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) em 2009.

Em 2005, a antiga SEAP, por meio de licitação pública, concedeu a gestão para a empresa TWB por um período de 20 anos, com renovação a cada cinco anos. 

Com a falência da empresa em 2012, a situação do Terminal Pesqueiro ficou crítica, aguardando uma decisão do MPA para a definição de uma nova parceria de gestão. 

O terminal conta com 23 lojas, local apropriado para venda de pescado ao varejo, porto de atracação com todo equipamento necessário a carga e descarga de pescado, oficina com rampa e equipamento para reforma de embarcações, fábrica de gelo e outros implementos do ramo pesqueiro naval.

Apesar das dificuldades, o terminal continua operando, pois muitas famílias dependem dele. São cerca de 50 barcos de pesca industrial, com tripulação média de cinco pessoas em cada. 

Já na pesca artesanal, operam 150 embarcações com cerca de duas a quatro pessoas, pai, filho, esposa, em regime de economia familiar e parceiros.


Em Santos
Já em Santos, o ministro fará gestões para incrementar a atividade produtiva do Terminal de Pesca e também criar um setor de comercialização e outro de gastronomia, a fim de incentivar o turismo e integrar a área ao Município. Barbalho foi recebido pelo prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa,  e sempre acompanhado por Márcio França e pelo secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico, Cláudio Valverde.

Clique aqui para ver mais fotos

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo