carregando...

Notícias

Notícias

Secretário assina protocolo com fábrica de vidros



20/06/2012

Secretário e CEO da AGC assinam protocolo na sede da pasta (Fabiano Guimarães/SDECT)

O secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo, Luiz Carlos Quadrelli, participou hoje (20) da assinatura do Protocolo de Intenções entre a SDECT, Fazenda e AGC Vidros do Brasil. Com proposta de definir ações e compromissos entre o Estado e a empresa, o documento viabilizará a construção de uma nova fábrica em Guaratinguetá, voltada aos setores de construção civil e automotivo.

De acordo com o representante da Pasta, todo o processo de assessoria foi conduzido pela Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade – Investe SP e a elaboração do Protocolo de Intenções teve a participação direta do governador Geraldo Alckmin. “O Governo se empenhou desde o início para a instalação do empreendimento, pois reconhece a importância dessa iniciativa para o desenvolvimento econômico da região do Vale do Paraíba e de todo o Estado” ressalta Quadrelli.

Para viabilizar a implantação da fábrica e suas futuras expansões, o Estado compromete-se a conferir à AGC um tratamento tributário diferenciado durante a vigência do protocolo.

A AGC ficará responsável pela nova unidade investindo cerca de R$ 750 milhões para aquisição de terreno, obras de construção civil, infraestrutura, máquinas e equipamentos, gerando aproximadamente 500 empregos diretos para a região já na primeira fase da instalação. A fábrica está prevista para começar a sua produção no 2º semestre de 2013.

Durante o encontro, o CEO da AGC Vidros do Brasil, Davide Cappellino, fez uma apresentação sobre a japonesa AGC Group, líder mundial em fabricação de vidros, produtos químicos e materiais de alta tecnologia. A AGC já tem fábricas em mais de 20 países, entre os quais China, Índia e Rússia. Emprega cerca de 50 mil pessoas. A unidade brasileira da AGC faz parte do projeto de expansão global do grupo, que projeta faturamento anual de US$ 23 bilhões até 2020, sendo 30% gerados nos mercados emergentes.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo