carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Secretaria investe R$ 130 mil no setor Pet de Cafelândia e região



26/12/2013

O valor é destinado a estudo voltado para  implantação de um futuro Arranjo Produtivo Local (APL)
 
O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI), Rodrigo Garcia, assinou nesta quinta-feira, (26/12), às 16h30, no Espaço Cultural Francisco Paulovic, em Cafelândia, convênio com a Prefeitura Municipal para elaboração do Plano de Desenvolvimento do Setor Pet. A iniciativa é a primeira etapa para a futura implantação de um Arranjo Produtivo Local na região.
 
De acordo com  Rodrigo Garcia, o apoio da Secretaria é fundamental para o desenvolvimento econômico da região. ”O plano estratégico apontará as necessidades  do setor e dará seguimento para consolidação de um grande aglomerado para artefatos PET. Além de aquecer a economia local, ele será responsável pela qualificação de profissionais e geração de emprego e renda”, acrescenta.
 
Entre os principais objetivos da medida estão o desenvolvimento de pesquisas de opinião entre agentes do setor, além da  geração de um diagnóstico integrado a  um planejamento estratégico, que visa apoiar os micro e médios empreendedores no acesso a novos investimentos.  Também poderá identificar linhas financeiras à disposição, parceiros pontenciais e setores econômicos locais que serão envolvidos.
 
A SDECTI disponibilizará R$ 130 mil para a eleboração do projeto, que será realizado por empresa vencedora de licitação. O prazo de execução do convênio é de 12 meses. O estudo será dividido em quatro etapas: diagnóstico econômico e definição de cenários, elaboração de projetos estruturantes, dinamização das cadeias produtivas, comunicação social e mobilização institucional.
 
O município de Cafelândia possui mais de 30 empresas voltadas ao segmento PET. A prefeitura local pretente criar um novo distrito, em uma área de mais de 240 mil m², que terá o apoio do Governo do Estado, da Desenvolve SP, Centro Paula Souza e de outras intituições.
 
Números do setor
 
Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para animais de estimação (Abinpet), o Brasil mantém sua posição como o 2º maior mercado pet do mundo, com previsão de faturar R$ 15,4 bilhões até o final de 2013. O gasto médio com produtos e serviços percapta/ano é de R$ 390, entre ped food, farmacêuticos, vacinas, embelezamento e acessórios.

Clique aqui e confira mais fotos.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo