carregando...

Notícias

Notícias

SDECT apoia fábrica de óleo renovável no interior



10/04/2012

Governador e Secretário durante assinatura do tratado de entendimento (Fabiano Guimarães/SDECT)

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Paulo Alexandre Barbosa, e o governador Geraldo Alckmin, participaram nesta terça-feira (10) do anúncio de R$ 180 milhões destinados à construção da nova fábrica da empresa Solazyme Bunge Produtos Renováveis Ltda, que produzirá óleo renovável em escala comercial – feito a partir da cana de açúcar. Ela será instalada no município de Orindiúva (região de São José do Rio Preto, a 467 quilômetros da capital), gerando cerca de 80 empregos diretos na operação e aproximadamente 250 durante a sua construção. O início das atividades está previsto para o segundo semestre de 2013.


A Solazyme Bunge Produtos Renováveis – joint venture formada entre a Solazyme e a Bunge – contará com o apoio do Governo do Estado, por meio da Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade - Investe SP, ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico Ciência e Tecnologia. A agência prestará serviços de apoio na formação de mão de obra qualificada e interlocução com centros de pesquisa, além de assessoria ambiental, tributária e de infraestrutura. “Damos as boas vindas a esse empreendimento e esperamos novos investimentos em nosso Estado, que é o maior produtor brasileiro e mundial de cana-de-açúcar. Nossa missão é facilitar a vida dos empreendedores”, concluiu o secretário Paulo Alexandre Barbosa.

A assinatura do memorando de entendimento entre a Investe São Paulo e a empresa teve a participação dos secretários André Calabi (Fazenda) e José Aníbal (Energia); Pedro Parente, presidente e CEO da Bunge; Martus Tavares, vice-presidente de Relações Institucionais da empresa; Jonathan Wolfson, presidente da Solazyme; e Hans Schaeffer, representando a parceria entre a empresa Solazyme Bunge Produtos Renováveis Ltda e a Investe São Paulo.

Sobre a Investe São Paulo
A Investe São Paulo é considerada a porta de entrada das empresas que pretendem se instalar no Estado, além de estimular a expansão de empreendimentos que já estão em São Paulo. A agência possui neste momento 65 projetos em carteira, que contabilizam um potencial de investimento de R$ 31,9 bilhões, com capacidade de gerar cerca de 59 mil empregos diretos. O trabalho da Investe SP contribuiu, até o momento, para que 22 empresas invistam R$ 10,7 bilhões na construção de suas fábricas no Estado, empregando mais de 19 mil trabalhadores.

 

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo