carregando...

Notícias

Notícias

Rio Preto terá Núcleo de Competitividade para o setor de joias



29/11/2013

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI), Rodrigo Garcia, assinou nesta sexta- feira (29/11), na Associação Comercial de  São José do Rio Preto, um convênio com o Instituto Brasileiro de Gema e Metais Preciosos (IBGM), para a implantação do Núcleo de Inteligência Competitiva voltado à Cadeia Produtiva de Gemas, Joias e Afins do Arranjos Produtivos Locais (APLs) de São José do Rio Preto, Limeira e São Paulo. Estiveram presentes no evento o Presidente da Associação de Joalheiros e Relojoeiros do Noroeste Paulista, José Aparecido Pinto, o Presidente Executivo do IBGM, Hécliton Santini e outras autoridades. 

De acordo com Rodrigo Garcia, o Núcleo contribuirá para aquecer o setor joalheiro paulista. “Esse segmento é muito importante para o desenvolvimento econômico do Estado e tem um papel fundamental na manutenção de emprego e geração de renda. A medida trará melhorias na produção e aumentará a competitividade das empresas”, acrescenta.

A iniciativa capacitará os profissionais que atuarão na coleta, armazenamento, análise e disseminação de informações relevantes para decisões tomadas por representantes do setor.  O prazo do convênio é de 26 meses.  No total, serão investidos R$ 496 mil, sendo R$ 298.400,00 da SDECT e R$ 197.600,00 em contrapartida do instituto.

O núcleo também terá a função de oferecer informações detalhadas sobre demandas de mercado, concorrência, oportunidades de negócios, ameaças e outros, além de auxiliar na geração de novos produtos e aperfeiçoamento dos já existentes.

O APL de Joias do Estado é formado por 850 estabelecimentos formais, que geram cerca de 7.335 postos de trabalho  nas cidades de São Paulo, Limeira e São José do Rio Preto.
 
Sobre a IBGM
O Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos - IBGM é uma entidade nacional, de direito privado, sem fins lucrativos, criada em 1977 com o objetivo de representar toda a cadeia produtiva do Setor de Gemas e Jóias.  Em sua estrutura básica, o Instituto conta com os Conselhos de Administração e Fiscal, composto por empresários do Setor, e uma Diretoria Executiva Profissional, funcionando como uma verdadeira Confederação, ao reunir 18 entidades de classe estaduais e nacionais, ligadas à indústria e ao comércio de pedras preciosas, joias, bijuterias, metais preciosos e afins. 

Clique aqui e confira mais fotos do evento

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo