carregando...

Notícias

Notícias

Reocupação



23/03/2007

Quarta-feira, dia 21 de março, o Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT) entregou à Companhia do Metropolitano de São Paulo o Relatório Técnico número 92066-205, contendo dados sobre a situação da cava (escavação) e uma síntese dos pareceres sobre imóveis próximos à futura Estação Pinheiros, na Linha 4 do Metrô.

O IPT antecipou a emissão deste documento, prevista inicialmente para o dia 2 de abril, para atender às necessidades dos moradores do entorno que tiveram de deixar suas casas e à demanda da Subprefeitura de Pinheiros. Para isso, o IPT avaliou a situação atual, considerando os tratamentos e instrumentações em curso conduzidas pelo Consórcio e produzirá novo relatório de avaliação após a conclusão dos trabalhos de consolidação do terreno.

Foram analisados os 67 imóveis discriminados no contrato vigente. Além deles, a avaliação do IPT incluiu estruturas civis de uso comum nesses imóveis como, por exemplo, garagens. Para elas também foram emitidos relatórios individuais, elevando o número total deste tipo de documento para 70.

O IPT apurou que:
· 58 imóveis foram considerados adequados para reocupação;
· Cinco imóveis foram liberados com restrição, condicionados à realização de obras de recuperação;
· Quatro imóveis foram considerados impróprios para serem reocupados;

A instrumentação colocada pelo Consórcio no entorno da cava mostra que, diante de várias intervenções realizadas, não há indícios de movimentações significativas que apontem para a ocorrência de novo processo de instabilização. O IPT apresentou as avaliações referentes ao subsolo daquela área no Estudo de Estabilidade do Maciço.

A colocação de instrumentos nos imóveis analisados e liberados para reocupação pelo IPT ainda não tem data, pois dependerá do efetivo retorno e a devida autorização dos moradores.

Fonte: IPT  Assessoria de Comunicação-Imprensa

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo