carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Projeto de lei cria Fundação Univesp



18/04/2012

Secretário fala sobre a importância do Ensino Superior para o desenvolvimento (Fabiano Guimarães/SDECT)

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Paulo Alexandre Barbosa, e o governador Geraldo Alckmin participaram nesta quarta-feira (18) da assinatura do projeto de lei para a criação da quarta universidade estadual: a Fundação Univesp – Universidade Virtual do Estado de São Paulo. O documento será encaminhado à Assembleia Legislativa do Estado onde será submetido à aprovação dos parlamentares.


“Hoje a palavra-chave é conhecimento e nosso esforço é garantir acesso à educação. Focando na formação profissional, a Univesp nasce como uma universidade de qualidade, com intuito de atender todos os paulistas. Essa parceria entre Governo de São Paulo, Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia e a Secretaria Estadual de Educação é um grande passo para a educação e para a capacitação em São Paulo”, disse Paulo Alexandre Barbosa.

Com a criação da Fundação, a Univesp passará a ter autonomia acadêmico-científica. Além dos cursos próprios, a Univesp continuará oferecendo cursos em parceria com as universidades estaduais paulistas – USP, Unesp e Unicamp - e o Centro Paula Souza. No quarto ano de operação, deverá atingir a marca de 24 mil alunos, sendo 12 mil próprios e 12 mil em parceria com as instituições mencionadas.

O conceito fundamental da Univesp é o uso intensivo das tecnologias para a expansão do ensino superior público gratuito e de qualidade no Estado de São Paulo, através da ampliação do número e da abrangência geográfica das vagas ofertadas. Com isso, além de atender cidadãos de todos os municípios do Estado, os cursos oferecidos pela Univesp atuarão como indutores de desenvolvimento regional.

A Fundação Univesp deverá estar em plena operação já a partir de 2013. Nos primeiros anos serão ofertados os seguintes cursos, pela Univesp e em parceria: licenciaturas em Língua Portuguesa e em Matemática; bacharelado em Sistemas para Comércio Eletrônico e em Segurança da Informação; Tecnologia em Processos Gerenciais, Licenciatura em Ciências, Engenharia da Computação e Engenharia de Produção; especialização em Formação de Educadores para Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) e especialização em Formação de Professores de Engenharia; entre outros.

Os cursos oferecidos pela Univesp são semipresenciais. O uso das tecnologias na educação tem como base uma perspectiva contemporânea de ensino-aprendizagem, em que o aluno tem flexibilidade temporal e geográfica para estudar. Grande parte das atividades se dá nos ambientes virtuais via internet, com o apoio da Univesp TV; e outra parte se dá nos polos em que se desenvolvem as atividades presenciais, como os laboratórios práticos e as avaliações.

A concepção acadêmico-administrativa da Univesp privilegia um modelo organizacional de pequeno porte corporativo (reduzido quadro permanente), mas moderno e de grande porte, pelo alcance, nos aspectos acadêmico, didático, social e geográfico.

A Univesp foi lançada em 2009, na forma de um programa de expansão do ensino superior no Estado de São Paulo. Até hoje, mais de 13 mil alunos já foram atendidos pelo programa, entre cursos extracurriculares, graduação e especialização. No vestibular do primeiro curso oferecido pela Univesp, de Pedagogia, em parceria com a Unesp, a relação candidato/vaga foi 4,5 vezes maior que a média nacional.

Já foram oferecidos cursos de idiomas em inglês e espanhol para alunos do Centro Paula Souza na Região Metropolitana de SP e a especialização em Ética, Valores e Saúde na Escola (USP), e estão em andamento os cursos de licenciatura em Ciências (USP), especialização em Ética, Valores e Cidadania na Escola (USP) e licenciatura em Pedagogia (Unesp).

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo