carregando...

Notícias

Notícias

Programa oferece cursos de capacitação para presos



10/02/2011

Serão oferecidos 43 cursos ministrados por professores do Centro Paula Souza

Mais de 6,6 mil presos de 91 unidades prisionais vão participar de cursos profissionalizantes entre os dias 14 de fevereiro e 22 de março. A terceira etapa do programa de capacitação profissional para pessoas em privação de liberdade é resultado de uma parceria entre o Centro Paula Souza e a Fundação "Prof. Dr. Manoel Pedro Pimentel" de Amparo ao Preso (Funap), ligada à Secretaria de Administração Penitenciária (SAP).

Serão oferecidos 43 cursos diferentes ministrados por professores do Centro Paula Souza, como manutenção de microcomputadores, garçom, camareira, panificação, pizzaiolo, pedreiro, encanador, eletricista, eletroeletrônica veicular, mecânica básica, corte e costura e jardinagem, entre outros. Divididos em turmas de 20 pessoas, os alunos aprendem noções de ética e cidadania, além do conteúdo específico.

A penitenciária feminina da capital oferece cursos de jardinagem e organização de festas e eventos, e a unidade de Santana, conta com cursos de manicure, pedicure, atendimento e recepção em hotelaria.

Na região de São José dos Campos, os cursos serão realizados em quatro unidades prisionais. No litoral norte, o CDP Caraguatatuba oferece cursos de bartender e garçom. O HCTP de Taubaté tem cursos de cozinha industrial e jardinagem.

A Penitenciária II de Tremembé traz higienização e manipulação de alimentos, cozinha industrial, confeitaria artesanal, manutenção de microcomputadores e higienização e manipulação de alimentos e a Penitenciária Feminina de Tremembé, curso de camareira.

A Penitenciária de Marília abriu uma turma para o curso de horticultura, enquanto em Sorocaba, há duas turmas: horticultura e eletricista instalador residencial, na Penitenciária I. Ribeirão Preto conta com duas turmas: panificação artesanal e confeitaria artesanal.

Na região de Campinas, serão realizados cursos de carpintaria no CPP Campinas (Pemano), jardinagem (Penitenciária I Hortolândia), pintura residencial e texturização e duas turmas para garçom (Penitenciárias II e III Hortolândia).

A capacitação de 6.685 pessoas até o final de abril de 2011 está organizada em quatro blocos. Os dois primeiros ocorreram no segundo semestre de 2010. O terceiro começa na próxima semana e termina em 22 de março, enquanto o último bloco tem início em 23 de março e vai até 30 de abril. A duração média dos cursos é de dois meses.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo