carregando...

Notícias

Notícias

Programa mapeará condições estruturais de viaduto e teatro de Santos



08/08/2013

Fonte: SDECT

Prefeito e secretário assinam os dois convênios do Patem (Ruy Jobim Neto / SDECT)O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado, Rodrigo Garcia, e o prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa, assinaram nesta quinta, 08/08, dois convênios no Programa de Apoio Tecnológico – Patem, que financia serviços especializados para a resolução de situações emergenciais. A ação prevê a inspeção e avaliação das condições estruturais do Teatro Brás Cubas e do Viaduto Aristides Bastos. O mapeamento das áreas será realizado por técnicos do Instituto de Pesquisas Tecnológicos (IPT).

De acordo com Rodrigo Garcia, o Patem é muito importante para o apoio aos municípios. “Existem áreas técnicas específicas de engenharia e o IPT tem a qualidade de avaliação reconhecida em todo o Brasil. Juntos vamos produzir um documento que vai orientar a prefeitura santista na ação que será tomada para recuperação do teatro e do viaduto. Essa sinergia cada vez maior que existe entre Estado e Prefeitura vai beneficiar os cidadãos que vivem em Santos”, completa.

O estudo voltado ao Teatro Brás Cubas, orçado R$ 180 mil (134 mil recursos da Secretaria e R$ 46 mil da prefeitura) será realizado em quatro meses e dividido em cinco fases, entre elas: reconhecimento geral; inspeção e mapeamento; levantamento das cargas de urdimento e vigas e a emisão do relatório. Já o projeto do viaduto contará com três fases, realizadas em aproximadamente 90 dias. O cronograma prevê o reconhecimento geral da área, trabalho de campo e a emissão do relatório técnico. Esse levantamento está orçado em R$ 200 mil, sendo R$ 130 mil da Pasta e R$ 70 mil de contrapartida da prefeitura santista.

Paulo Barbosa explica que a parceria entre a Secretaria e Prefeitura é fundamental para o desenvolvimento do município. “Já temos o convênio do Parque Tecnológico, e, agora, com esse estudo do IPT daremos os próximos passos para promover a reforma e recuperação desses dois importantes equipamentos para toda população santista”, explica.

Sobre o Patem
O Programa financia serviços especializados que utilizam a capacitação técnica do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) para obtenção de laudos em municípios de pequeno e médio porte, que não contam com recursos e capacitação funcional para resolução de situações emergenciais.

O trabalho executado pelo Patem abrange as seguintes áreas: uso do solo, recursos minerais e água subterrânea, infraestrutura pública, distritos industriais e de serviços, e dinâmica socioeconômica municipal.

Em 2012, o Programa atendeu mediante convênios, 15 municípios, sendo eles: Cravinhos; Novo Horizonte; Tatuí; Vargem; Iperó; Indiana; Bom Jesus dos Perdões; Jundiaí; Campo Limpo Pta.; São Caetano do Sul; São Luiz do Paraitinga; São João da Boa Vista; Itanhaém; Monte Alto; Monteiro Lobato e Cunha. O valor total de investimento é de R$ 2,6 milhões. O Patem usa o IPT como braço técnico na realização dos trabalhos solicitados. Ao longo de sua existência já foram investidos mais de R$ 16,5 milhões em diversos atendimnetos em todo o Estado.

Como funciona – Quando o município tem um problema que necessita de avaliação técnica do IPT, a prefeitura deve enviar ofício à SDECT relatando o tipo de situação a ser examinada. Se a solicitação atender às exigências do Patem, prefeitura e secretaria celebram o convênio.

Os técnicos do IPT visitam o município para levantar as informações necessárias para produção do diagnóstico, apontando problemas e as medidas necessárias para solucioná-los. O programa não repassa recursos para a realização de obras. Mais informações na Coordenadoria de Ciência e Tecnologia da SDECT pelo telefone (11) 3218-5735 / 5734.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo