carregando...

Notícias

Notícias

Prefeitura de Guarulhos entrega documentação de Parque Tecnológico



27/02/2014

Reunião com representantes da prefeitura de Guarulhos (Ruy Jobim)O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, Rodrigo Garcia, reuniu-se nesta quinta-feira, 27 de fevereiro, com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Guarulhos, Luís Carlos Teodoro, para receber os documentos relativos à obtenção do credenciamento provisório do parque tecnológico da cidade.

Após análise e aprovação da documentação, se todos os requisitos do Decreto 54196/09 forem atendidos, a iniciativa passa a integrar o Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec), que dá apoio e suporte aos parques, com o objetivo de atrair investimentos e gerar novas empresas intensivas em conhecimento ou de base tecnológica, que promovam o desenvolvimento do Estado.

O encontro contou com as participações do presidente da Agência de Desenvolvimento de Guarulhos (Agende), Aarão Ruben de Oliveira, do professor e especialista Devanildo Demião e de técnicos da Secretaria.

Estado cedeu área para parque de Guarulhos

No último dia 20, o governador Geraldo Alckmin assinou a transferência de 267 mil m² de áreas do Estado para o município de Guarulhos, que vão viabilizar a instalação do parque tecnológico. Foi transferida ao município a propriedade de uma área de 125 mil m² no Jardim Santa Helena e a cessão não onerosa de outro terreno de 142 mil m², que pertence à Dersa – Desenvolvimento Rodoviário S/A, companhia vinculada à Secretaria de Logística e Transportes. A iniciativa do Estado em ceder a área ao município é uma forma de incentivar a construção de centros de conhecimentos e de fomento à ciência e tecnologia.

Para integrar o SPTec

Para fazer parte do SPTec, a prefeitura ou a entidade gestora do parque tecnológico deve encaminhar um ofício à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo solicitando sua inclusão no Sistema Paulista de Parques Tecnológicos. Após a aprovação dos documentos, o credenciamento será efetuado por meio de uma resolução válida por dois anos.

Para obter o credenciamento provisório, o interessado (prefeitura ou entidade gestora) deve comprovar a propriedade de uma área de no mínimo 200 mil m², enviar documento manifestando apoio à implantação do parque subscrito por empresas locais, bem como centros de pesquisa e instituições de ensino e pesquisa, além do projeto básico do empreendimento, contendo o esboço do projeto urbanístico e estudos prévios de viabilidade econômica, financeira e técnico-científica.
 
 

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo