carregando...

Notícias

Notícias

Pólis de Tecnologia de Campinas entra no SPTec



28/04/2010

Credenciamento provisório foi assinado na sede da Fundação CPqD, em Campinas

O Parque Tecnológico CPqD, conhecido como Pólis de Tecnologia, agora faz parte do Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec) da Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo. O credenciamento provisório do Pólis no SPTec foi assinado nesta quarta-feira, 28 de abril, pelo secretário de Desenvolvimento em exercício, Luciano Almeida, durante cerimônia nas instalações do complexo empresarial que abriga o CPqD e outras 14 empresas de tecnologia, no município de Campinas.

“Com a entrada no SPTec, o Parque Tecnológico poderá receber incentivos fiscais e recursos do Governo do Estado para atrair novos investimentos e aprimorar sua capacidade produtiva, o que irá estimular a inovação tecnológica, o crescimento econômico da região e a geração de emprego e renda para a população”, explica o secretário estadual de Desenvolvimento.

Criado em 1999, pela Fundação CPqD (www.cpqd.com.br), o Pólis de Tecnologia ocupa uma área de 360 mil m², na rodovia que liga Campinas a Mogi-Mirim (SP-340). O complexo é formado por um conjunto de prédios estrategicamente distribuídos em um terreno repleto de áreas verdes, onde já está disponível uma infraestrutura completa de serviços: três restaurantes, duas lanchonetes, um auditório e dois anfiteatros, três agências bancárias, ambulatório médico, correios, agência de viagens, banca de jornais, estacionamentos, heliponto, praça de convivência e clube de lazer completo, entre outros recursos.

Pólis de Tecnologia ocupa uma área de 360 mil m², na rodovia Campinas - Mogi-Mirim

O Pólis é um ambiente tecnológico onde estão instalados laboratórios de pesquisa únicos no país e importantes empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) da região de Campinas –Trópico, Padtec, Ci&T, Matera Systems, Dextra Sistemas, Schweitzer Engineering Laboratories, Sensedia, CoffeeBean, ComSoft, WxBR, Já!, Elabora, TeleDesign e Thorus Scisoft, além do próprio CPqD."É um ambiente favorável ao desenvolvimento do conhecimento, da riqueza e da geração de empregos", afirma o gerente do Pólis de Tecnologia, Rodolpho França Hunger. "Há uma sinergia e integração entre as empresas, que acaba propiciando o suporte necessário para o alinhamento de produtos e sistemas ao estado-da-arte internacional", acrescenta Hunger.

O credenciamento provisório no SPTec habilita o CPqD a receber recursos do aporte estadual para obras de infraestrutura, aquisição de equipamentos e realização de estudos, entre outros tópicos que integram o projeto. Com o seu ingresso no sistema paulista, já chegam a 16 as iniciativas com credenciamento provisório no Estado: Barretos, Botucatu, Campinas (duas iniciativas: Polo de Pesquisa e Inovação da Unicamp e CPqD), Ilha Solteira, Mackenzie-Tamboré, Piracicaba, Santo André, Santos, São José dos Campos, São Paulo (duas iniciativas: Jaguaré e Zona Leste), Sorocaba, São Carlos (duas iniciativas: ParqTec e Parque EcoTecnológico) e São José do Rio Preto.

Complexo empresarial abriga 14 empresas de base tecnológica, além do CPqD

Incentivos
As empresas que se instalarem em parques tecnológicos do SPTec poderão participar do programa estadual de incentivos fiscais, chamado “Pró-Parques”. Instituições de apoio e empresas de tecnologia poderão utilizar créditos de ICMS ou diferir o imposto para pagamento de bens e mercadorias a serem utilizados na realização de projetos de investimento e no pagamento de ICMS relativo à importação de bens destinados ao ativo imobilizado.

Sobre o CPqD
A Fundação Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD) é uma instituição independente, com foco na inovação em tecnologias da informação e comunicação (TICs). No Brasil, as soluções do CPqD são utilizadas por grandes empresas e instituições dos setores de telecomunicações, energia elétrica, financeiro, industrial, corporativo e de administração pública. Atuando há 33 anos, conta com mais de 1.200 profissionais altamente capacitados, reconhecidos por sua criatividade e comprometimento com elevados níveis de qualidade. O Centro possui um dos maiores programas de P&D da América Latina e contribui para a competitividade do País e para a inclusão digital da sociedade, levando ao mercado tecnologias de produto, sistemas de missão crítica, serviços tecnológicos e consultorias.

Sobre o SPTec
O governo do Estado de São Paulo criou o Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec) para dar apoio e suporte aos parques tecnológicos, com o objetivo de atrair investimentos e gerar novas empresas intensivas em conhecimento ou de base tecnológica. Parques tecnológicos são empreendimentos para a promoção de ciência, tecnologia e inovação. São espaços que oferecem oportunidade para as empresas transformarem pesquisa em produto, aproximando os centros de conhecimento (universidades, centros de pesquisas e escolas) do setor produtivo (empresas em geral). Saiba mais

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo