carregando...

Notícias

Notícias

Perus e Praça da República recebem unidades móveis do Via Rápida Emprego



23/10/2014

Fonte: Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação

Interior da carreta do curso de panificação e açougue (Cibele Marques/SDECTI)
As unidades móveis do Via Rápida Emprego de Panificação e Açougue e de Artesanato, ação do governo do Estado, já estão instaladas na Praça da República, no centro de São Paulo e na rua Luiz Pereira Rebouças, nº65, Jardim Santa  Fé, em Perus. Elas oferecem cursos gratuitos de Manipulador de Carne e Panificação e de Artesanato. Coordenada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, as duas unidades oferecem 150 vagas aos moradores de São Paulo.

O veículo de Panificação e Açougue, instalado na Praça da República, atende até 30 alunos por turma, divididos em duas salas de aula. Com duração de 80 horas, os cursos são ministrados em três períodos, por professores do Centro Paula Souza, fundação estadual contratada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, num total de 90 vagas. 

A carreta tem um espaço interno de 83 m², com duas salas de aula. Conta com instalações de uma cozinha (com forno, fogão, micro-ondas, batedeiras e balança) e um açougue (com balcão, jogos de facas e afiador), simulando ambientes para produção de pães, cortes e embalagens de carnes. A carreta possui quatro avanços. O valor investido é de R$ 2,8 milhões.

A carreta de Artesanato, instalada em Perus, atende até 20 alunos por turma. Com duração de 80 horas, os cursos são ministrados em três períodos, por professores do Centro Paula Souza, num total de 60 vagas. O veículo tem um espaço interno de 60m². É equipado com sala de aula e máquinas de costura: reta, botoneira, overloque, caseadeira, pespontadeira, pinças de costura, carretilhas para modelagem, tesouras, bobinas e lápis para marcar tecidos.

Os cursos previstos nessa unidade móvel são: patchwork, decoupage, cartonagem, mosaico, entrelaçamento pet processado, trançado em taboa, trançado em palha de milho, customização, macramê, fuxico, origami, papietagem, entrelaçamento com jornal, pintura em madeira, pintura em tecido, entrelaçamento (bijuteria), colagem e revestimento de materiais recicláveis, moldagem e tecelagem. O investimento é de R$ 1,3 milhão.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Nelson Baeta Neves Filho, o profissional preparado tem mais chances de conseguir uma boa colocação. “Hoje, o trabalhador qualificado é o diferencial que as empresas procuram. Os cursos do Via Rápida Emprego oferecem capacitações dinâmicas de curta duração para os diversos setores, de acordo com as demandas regionais”, explica.

Durante o período das aulas, os participantes receberão material didático, auxílio alimentação no valor de R$ 100 e subsídio transporte de R$ 150. Desempregados, que não contam com seguro-desemprego ou benefício previdenciário, também tem direito a uma bolsa mensal de R$ 210.

Inscrições
As inscrições são realizadas pelo site www.viarapida.sp.gov.br. Para participar, é preciso ter idade mínima de 16 anos e residir em um dos municípios atendidos. Os documentos necessários são RG e CPF. O nível de escolaridade exigido é variado. A seleção é feita pela Secretaria, que considera critérios de idade, escolaridade e renda familiar dos inscritos. Quem está desempregado ou é arrimo de família tem prioridade. Os participantes são informados por correspondência oficial.

Sobre o Via Rápida Emprego
Lançado em julho de 2011, o Via Rápida Emprego é uma ação do Governo de São Paulo, coordenada pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, que oferece capacitação profissional gratuita para os cidadãos que buscam ingressar no mercado de trabalho ou abrir o próprio negócio. Até o momento, o programa já atendeu mais de 190 mil pessoas, com oferta de cursos em 645 municípios paulistas. Em 2014, o programa ofereceu 162 mil novas vagas e 19 novas unidades móveis. Mais informações no site www.viarapida.sp.gov.br

 

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo