carregando...

Notícias

Notícias

Pequenas Confecções crescem 10% em SP



26/11/2012

Via Rápida já capacitou mais de 75 mil pessoas desde 2011

O setor de confecção de vestuário e costura sob medida está entre as atividades com maior número de empresas constituídas no Estado de São Paulo. As informações são da Junta Comercial (Jucesp) que registrou, entre janeiro e outubro de 2012, o surgimento de 8.897 novos microempreendimentos individuais, 10% a mais que no mesmo período do ano passado. A maioria deles instituída por trabalhadores que deixaram de lado o emprego com carteira assinada para investir no próprio negócio.

De acordo com Luiz Carlos Quadrelli, secretário responsável pela pasta de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia - SDECT, a qual a Jucesp é vinculada, esta modalidade jurídica é a que mais deve crescer nos próximos anos. Para ele, o aumento na quantidade de microempresas paulistas é resultado de oportunidades, como o acesso a novas linhas de crédito e redução da carga tributária, oferecidas pelo Governo do Estado.

O secretário também destaca que antes de abrir o próprio negócio é importante que o futuro empreendedor mantenha-se informado e atento às exigências do mercado. “Para conquistar a independência financeira não basta apenas investir em algo próprio. É preciso também planejar e buscar qualificação profissional, oferecida por ações como o Via Rápida Emprego”, completa. A iniciativa coordenada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo (SDECT) já capacitou, desde julho de 2011, mais de 75 mil pessoas em diversas áreas.

Foi por meio desta ação que a dona de casa, Maria Lúcia de Almeida Silva, decidiu retomar os estudos. Sem possuir experiência na área, mas com muita vontade de aprender, ela descobriu nas aulas práticas do curso Corte e Costura do Via Rápida Emprego, um caminho para ingressar no mercado de trabalho . “Foi uma ótima experiência. Quero me especializar e aprender ainda mais para trabalhar perto de casa e, quem sabe, ter a minha própria confecção um dia”, declara.

Na área de confecção industrial, o programa do Governo paulista formou neste semestre 62 turmas, em 31 municípios da região metropolitana da Capital e de outras regiões como Campinas, Araçatuba, Sorocaba, Franca, São José dos Campos, Bauru, São José do Rio Preto, Registro, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Marília e Baixada Santista. Até o final deste ano, outras nove turmas também concluirão cursos nas cidades de São Paulo, Cotia, Itaquaquecetuba e Santos, totalizando mais de 1.500 capacitações, nos últimos seis meses.

Cursos gratuitos: A qualificação profissional oferecida pelo Via Rápida é totalmente gratuita e as opções, variadas. O programa oferece cursos para quem deseja atuar como Auxiliar de modelista de roupas; Operador de máquina de costura industrial; Modelagem industrial básica; Corte e costura; Operador de máquinas reta e overloque e até com Modelagem e confecção de lingerie.

Os conteúdos propostos em sala de aula são estruturados para atender profissionais que desejam atuar em empresas do segmento ou investir em pequenas confecções. Os cursos são intensivos, com duração de até três meses. Isso permite que o participante conclua os estudos rapidamente e possa candidatar-se às oportunidades do mercado de trabalho. Como incentivo, eles recebem do Governo do Estado de São Paulo, material didático e subsídio de transporte no valor de R$ 120. Desempregados, sem seguro desemprego ou benefício previdenciário, têm direito à bolsa-auxílio mensal de R$ 210 durante o período da capacitação.

Como participar: O programa está agora na fase de planejamento para contratação de novas vagas que serão executadas a partir de 2013. Quem já possui cadastro deve manter os dados atualizados para uma possível convocação. Aqueles que ainda não se cadastraram e têm interesse em participar dos próximos cursos, devem realizar a inscrição no site http://www.viarapida.sp.gov.br/ Podem participar do Via Rápida Emprego pessoas a partir de 16 anos, alfabetizadas e que residam no Estado de São Paulo. Os documentos necessários são RG e CPF. Os candidatos selecionados serão informados por correspondência oficial.

Próprio patrão: Segundo informações do SEBRAE, cerca de 27 milhões de pessoas no Brasil estão envolvidas com atividades empreendedoras e mais de 50% da classe C tem como principal sonho abrir o próprio negócio. Eventos como a Copa do Mundo de 2014, por exemplo, devem gerar novas oportunidades em diversos setores como têxtil e de confecção, comércio varejista entre outros.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo