carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Pedregulho, Ituverava e Guaiçara ganham cursos



22/10/2009

Convênio prevê implantação de classe descentralizada da Etec em Guaiçara (José Eduardo Amantini/AL)

Os municípios paulistas de Pedregulho, Ituverava e Guaiçara passam a contar no próximo ano com 280 vagas de cursos técnicos gratuitos do Centro Paula Souza. Os convênios foram assinados neste sábado, 24 de outubro, pelo secretário estadual de Desenvolvimento do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin. A primeira parceira foi firmada no município de Pedregulho, durante cerimônia na Câmara Municipal. Com o acordo, Pedregulho contará, a partir de 2010, com uma classe descentralizada, que funcionará como uma extensão da Escola Técnica (Etec) Estadual Antonio de Pádua Cardoso, de Batatais, com 80 vagas divididas entre os cursos profissionalizantes de Administração e Informática, no período noturno.

Em seguida, o secretário de Desenvolvimento esteve no município de Ituverava, onde assinou um convênio com a prefeitura para implantação da Etec de Ituverava. A futura unidade participa do vestibulinho para o primeiro semestre de 2010, oferecendo 160 vagas nos cursos de Administração, Contabilidade, Informática e Redes de Computadores.

Por último, o secretário foi a Guaiçara, onde assinou convênio com a prefeitura para implantação de classe descentralizada, com 40 vagas, no curso técnico de Logística, que será oferecido, no período noturno, a partir do primeiro semestre de 2010. As aulas serão ministradas na escola municipal Henrique Unger – localizada na Rua Hyroshi Sato, 250. As inscrições para o processo seletivo poderão ser feitas até a próxima segunda-feira, 26 de outubro, no site www.vestibulinhoetec.com.br. A classe será uma extensão da Etec de Lins.

Empregabilidade
De acordo com levantamento da Área de Avaliação Institucional (AAI) do Centro Paula Souza, 77,3% dos técnicos formados pelas Etecs conseguem emprego um ano após a conclusão do curso. As estatísticas mostram, ainda, que 85,6% têm vinculo formal de trabalho e ganham, em média, 2,2 salários mínimos mensais.

O setor da indústria, segundo o estudo, é o que mais emprega (28,2%), seguido por serviços (18,4%), comércio (14,%), saúde (9,2%), informática (6,6%), educação (4,9%), agropecuária (4,5%) e construção civil (4,3%). As empresas que mais contratam são as grandes corporações, com 30,2% da força de trabalho, seguidas pelas médias empresas, com 20,5%.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo