carregando...

Notícias

Notícias

Parques Tecnológicos recebem incentivos



16/12/2008

O governador José Serra assinou no dia 16 de dezembro o decreto que cria o Programa de Apoio aos Parques Tecnológicos (Pró-Parques). O programa concede incentivos fiscais a empresas que se instalarem em Parques Tecnológicos que fazem parte do sistema paulista (SPTec).

Essas empresas poderão utilizar os créditos acumulados do ICMS apropriados até 30 de novembro de 2010 ou diferir o imposto para pagamento de bens e mercadorias a serem utilizados na realização de projetos de investimento nos Parques Tecnológicos e também no pagamento do ICMS relativo à importação de bens destinados ao seu ativo imobilizado. “O crédito de ICMS não implica perda de arrecadação porque o incentivo é significativo para a economia do Estado”, explicou o governador.

Para a utilização desses créditos, as empresas terão de investir pelo menos R$ 500 mil, ter saldo credor do ICMS de pelo menos R$ 100 mil e 50% do valor total dos bens e mercadorias nacionais a serem adquiridos devem ser de fabricantes paulistas.

“O decreto oferece incentivos às empresas instaladas nos parques do SPtec, demonstrando o real interesse do Estado para a implementação desse tipo de empreendimento, além de estimular o aumento no número de empresas de base tecnológica e de instituições de pesquisa, desenvolvimento e inovação em São Paulo”, ressaltou o vice-governador e secretário de Desenvolvimento, Alberto Goldman.

Também foi assinado um protocolo de intenções com a Prefeitura de São Paulo, com foco na conjugação de esforços
e cooperação para a criação, estruturação e implantação de dois Parques Tecnológicos na capital. Um deles será implantado na zona oeste, no bairro do Jaguaré, e o outro na zona leste da cidade. A partir da assinatura desse documento serão realizados estudos e trabalhos conjuntos, além de obras que se façam necessárias.

“Vamos ter a oportunidade de dar um salto no desenvolvimento tecnológico da cidade com o incentivo do Governo do Estado”, afirmou o prefeito Gilberto Kassab.

Convênios
Durante o evento, sete convênios no valor total de R$16.281.904,36 foram firmados pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento, para destinação de recursos para investimentos em construção de laboratórios, incubadoras de empresas, estudos para criação de Parques Tecnológicos, entre outras obras. Confira abaixo o que será feito em cada um dos cinco municípios contemplados:


Piracicaba: convênio com a Prefeitura Municipal para a construção de um prédio de 4.000 m² que abrigará uma incubadora de empresas e laboratórios.
Prazo de execução: 12 meses.
Valor: R$ 6.170.000,00.

Sorocaba: convênio com a Prefeitura Municipal para a realização do Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental do Parque.
Prazo de Execução: 10 meses.
Valor: R$ 141.390,00.

São José dos Campos: convênio com a Prefeitura Municipal para adequação de imóvel para a instalação do Laboratório de Estruturas Leves do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento.
Prazo de execução: 10 meses.
Valor: R$ 2.548.699,75.

São Carlos: convênio com a Fundação Parque Tecnológico de São Carlos para realização de obras complementares que visam ao pleno funcionamento do ParqTec.
Prazo de Execução: 7 meses.
Valor: R$ 1.143.799,00.

Campinas: três convênios com a Universidade de Campinas (Unicamp) para a construção do prédio que abrigará uma incubadora de empresas e para a realização do Projeto Urbanístico e Executivo, e do Projeto de Ciência, Tecnologia e Inovação do Pólo de Pesquisa e Inovação da Unicamp.

- Incubadora de empresas
Prazo de Execução: 24 meses.
Valor: R$ 5.218.220,00.

- Projeto Urbanístico e Executivo
Prazo de Execução: 10 meses.
Valor: R$ 416.090,61.

- Ciência, Tecnologia e Inovação
Prazo de Execução: 12 meses.
Valor: R$ 643.705,00.

Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec)
Parques Tecnológicos são empreendimentos para a promoção de ciência, tecnologia e inovação. São espaços que oferecem a oportunidade de transformar conhecimento em riqueza, aproximando os centros de conhecimento (Universidades, Centros de Pesquisas e Escolas) do setor produtivo (empresas em geral). São ambientes propícios para o desenvolvimento de Empresas de Base Tecnológica (EBTs) e a difusão de Ciência, Tecnologia e Inovação dos centros de conhecimento.

A definição e implantação de políticas públicas para direcionamento e apoio a esses espaços é um passo fundamental para assegurar a otimização na aplicação dos recursos, a definição de programas relevantes de investimentos e a orientação dos projetos para atender às prioridades estratégicas do Estado e do país.

Por isso, o Governo do Estado de São Paulo criou o Sistema Paulista de Parques Tecnológicos – SPTec, que é entendido como um conjunto de Parques Tecnológicos articulados entre si com o objetivo de incentivar e promover o desenvolvimento econômico do Estado de São Paulo por meio da atração de investimento e geração de novas empresas intensivas em conhecimento ou de base tecnológica.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo