carregando...

Notícias

Notícias

Parque Tecnológico de Sorocaba recebe investimentos



01/12/2010

Governador discursa após firmar convênio para liberação de recursos para a obra

O Governo do Estado de São Paulo celebrou nesta quarta-feira, 1º de dezembro, convênio com a prefeitura de Sorocaba para liberação de recursos que serão investidos na construção das primeiras instalações do parque tecnológico. O acordo prevê a liberação de R$ 6 milhões do governo estadual para a construção de um edifício que vai abrigar uma incubadora de empresas de base tecnológica e o núcleo administrativo do empreendimento.

O Parque Tecnológico de Sorocaba será implantado em uma área de aproximadamente 814 mil m², na Avenida Itavuvu, s/nº, próximo à rodovia Castelo Branco (SP-280), dentro de uma nova zona industrial com mais de 20 milhões de m². O futuro empreendimento será voltado à pesquisa e ao desenvolvimento de produtos e processos inovadores nas áreas de eletro-metal-mecânica, automotiva, energias alternativas, tecnologia da informação e comunicação (TIC) e farmácia.

O convênio foi assinado durante cerimônia no auditório da prefeitura, com as presenças do governador Alberto Goldman, do secretário de Desenvolvimento, Luciano Almeida, e do prefeito de Sorocaba, Vitor Lippi. Os recursos do Estado serão investidos na construção de um prédio com 6.656 mil m². O edifício terá dois pavimentos, com estrutura modular, que irão abrigar o núcleo administrativo do parque e uma incubadora de empresas de base tecnológica. O local contará com todo o suporte necessário para a instalação de micro e pequenas empresas inovadoras. O projeto prevê ainda a construção de laboratórios de P&D, espaços para animação e convivência, ambientes para eventos e centro de inteligência do empreendimento. A prefeitura de Sorocaba também pretende investir em obras suplemen-tares, somando 11 mil m² de área construída. Clique aqui para escutar o áudio release e confira matéria da TV Tem sobre o evento.

Entrada do parque tecnológico ficará localizada na Avenida Itavuvu

Toyota em Sorocaba
A Toyota, empresa âncora do empreendimento, iniciou em 2010 a construção de sua terceira fábrica no País, em uma área de 400 mil m², localizada ao lado do parque tecnológico, o que deve impulsionar pesquisas de ponta no setor automotivo. A montadora japonesa tem a expectativa inicial de produzir, a partir de 2012, cerca de 70 mil automóveis por ano. Os investimentos previstos somam US$ 600 milhões, que deverão gerar cerca de 1,5 mil empregos diretos e 5 mil indiretos.

Sobre o SPTec
Segundo definição da International Association of Science Parks (Iasp), parques tecnológicos são empreendimentos criados e geridos com o objetivo permanente de promover pesquisa e inovação tecnológica, estimular a cooperação entre instituições de pesquisa, universidades e empresas, além de dar suporte ao desenvolvimento de atividades empresariais. Esse tipo de empreendimento está em processo de consolidação por meio de estratégias de desenvol- vimento de aptidões regionais, centradas na articulação entre instituições de ensino superior, poder público e organizações estatais e privadas, em áreas de potencial tecnológico. Nesse sentido, a expectativa é que as empresas se fortaleçam, potencializem suas atividades e, com o auxílio da pesquisa institucional, alavanquem mercados globais e tecnologia de ponta.

Parque será implantado em uma área de aproximadamente 814 mil m²

O projeto do Parque Tecnológico de Sorocaba faz parte do Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec), criado pelo governo do Estado de São Paulo para dar apoio e suporte a essas iniciativas, com o objetivo de atrair investimentos e gerar novas empresas intensivas em conhecimento ou de base tecnológica. Entre 2007 e 2010, a Secretaria de Desenvolvimento investiu mais de R$ 50 milhões na realização de obras e estudos para a implantação de parques tecnológicos.

No Estado de São Paulo, existem 30 iniciativas para implantação de parques tecnológicos, sendo que, 19 já estão com credenciamento provisório no SPTec: Araçatuba, Barretos, Botucatu, Campinas (três iniciativas: Polo de Pesquisa e Inovação da Unicamp, CPqD e CTI-TEC), Ilha Solteira, Mackenzie-Tamboré, Piracicaba, Ribeirão Preto, Santo André, Santos, São Carlos (duas iniciativas: ParqTec e EcoTecnológico), São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo (duas iniciativas: Jaguaré e Zona Leste) e Sorocaba.

Incentivos fiscais
As empresas que se instalarem em parques tecnológicos do SPTec poderão participar do programa estadual de incentivos fiscais, chamado “Pró-Parques”. Instituições de apoio e empresas de base tecnológica poderão utilizar créditos acumulados de ICMS ou diferir o imposto para pagamento de bens e mercadorias a serem utilizados em investimentos e no pagamento de ICMS relativo à importação de bens destinados ao ativo imobilizado.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo