carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Parque tecnológico de Ribeirão Preto recebe empreendedores europeus



28/01/2015

Fonte: Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação

Parque irá recepcionar três empreendedores do programa Connect (Fábio Torquato/SDECTI)O Parque Tecnológico de Ribeirão Preto, conhecido como Supera, receberá em fevereiro três empresários europeus participantes do Connect, programa de empreendedorismo co-financiado pela Comissão Europeia, que estimula a troca de experiências entre o Brasil e a Europa.  A coordenação brasileira do programa é da Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), com objetivo de apoiar o crescimento de micro e pequenas empresas.

Durante o período de estadia em Ribeirão Preto (entre um e três meses), os empreendedores, originários da Espanha, Itália e Inglaterra, receberão auxílio para a busca de parceiros e para resolução de questões burocráticas, além de interagirem com empresas sediadas no parque. “O programa trás benefício mútuo já que os empreendedores locais e os intercambistas trocam conhecimentos e ideias, e descobrem novos mercados e parceiros de negócios”, explica coordenador do Supera Internacional Office, João Reis.

O Connect tem coordenação internacional da European Business and Innovation Centre Network (EBN), entidade constituída por cerca de 150 centros de negócios e inovações na Europa. Ao todo, o programa enviará 50 empreendedores europeus iniciantes ao Brasil, que serão recepcionados por empreendedores de acolhimento, já experientes, para a troca de vivências.

“Os empreendedores brasileiros trabalharão como mentores dos europeus, contribuindo com suas experiências para o desenvolvimento das startups, apresentando o mercado brasileiro para eles”, explica Reis. “Em contrapartida, receberão contribuições para o seu negócio com ideias inovadoras e competências complementares às suas.”

O coordenador explica que “para os empreendedores estrangeiros essa é uma oportunidade de fortalecer competências em setores específicos e de gestão, além de desenvolver autoconfiança, melhorando competências linguísticas”.
Intercambistas

O Parque Tecnológico de Ribeirão Preto irá recepcionar três empreendedores do programa Connect, oriundos da Espanha, Itália e Inglaterra. Todos são empreendedores em fase inicial de desenvolvimento de projetos e foram selecionados pela qualidade técnica de seus projetos e por se destacarem pela alta motivação no desenvolvimento do negócio.

A participação no programa é financiada pela EBN, que auxilia os empreendedores na compra de passagens, hospedagem e alimentação e, durante o período de intercâmbio, os empreendedores ficarão instaladas no OpenSpace, no Supera Parque, usufruindo da infraestrutura compartilhada com serviços como internet, recepção e energia elétrica, sem custo algum para eles.

Entre os negócios desenvolvidos por eles estão: uma plataforma online para a divulgação do trabalho de músicas e artistas (Inglaterra); desenvolvimento de programa de implementação de unidade biomecânica para a prevenção e tratamento de lesões esportivas e de acidente de trabalho (Espanha); e, desenvolvimento de alimentos funcionais inovadores (nutracêuticos) de forma sustentável (Itália).

Supera Parque
O Parque Tecnológico de Ribeirão Preto é resultado de uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo, Fundação Instituto Polo Avançado de Saúde (Fipase), a Universidade de São Paulo (USP) e a Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto. Nele, estão instalados a Supera Incubadora de Empresas, o Supera Centro de Tecnologia, o Polo Industrial de Software (Piso), além do Centro de Negócios.

A Fipase, criada em 2001, por meio de lei municipal, atua no desenvolvimento da indústria de equipamentos e produtos de saúde em Ribeirão Preto, e no apoio aos setores de tecnologia da informação, biotecnologia, química, fármacos e cosméticos.

A Fipase é a gestora da marca Supera que dá nome à Incubadora de Empresas, ao Centro de Tecnologia e ao Parque Tecnológico. Ela recebe aportes anuais da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto e também capta recursos de órgãos de fomento, como o Serviço Brasileiro de Apoio à Pequena e Micro Empresa (Sebrae), Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo