carregando...

Notícias

Notícias

Nazaré Paulista terá curso técnico em Contabilidade



11/03/2010

Convênio permitirá criação de classe descentralizada em Nazaré Paulista

O município de Nazaré Paulista, na Região Administrativa de Campinas, contará com uma classe descentralizada do Centro Paula Souza. O convênio foi assinado nesta quinta-feira, 11 de março, pelo secretário de Desenvolvimento do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, com o prefeito Mário Antônio Pinheiro, durante solenidade na câmara de vereadores do município. A partir do segundo semestre de 2010, serão oferecidas 40 vagas no curso técnico gratuito de Contabilidade, no período noturno, na Escola Municipal Monsenhor Afonso – Rod. Juvenal Ponciano de Camargo, s/n°.

Sobre o curso
O técnico em Contabilidade é o profissional que acompanha as transações financeiras da empresa, organiza a documentação contábil e controla as movimentações. Ele também dá suporte na fiscalização e na consultoria empresarial, executando a contabilidade geral, de custos e gerencial. Além disso, desempenha tarefas no departamento de pessoal e no controle patrimonial. Pode atuar em departamentos de contabilidade de empresas agrícolas, comerciais, industriais e de serviços, além de órgãos governamentais.

Empregabilidade
De acordo com levantamento da Área de Avaliação Institucional (AAI) do Centro Paula Souza, 73,7% dos técnicos formados pelas Etecs conseguem emprego um ano após a conclusão do curso. As estatísticas mostram, ainda, que 87,7% têm vinculo formal de trabalho e ganham, em média, 2,2 salários mínimos – o último balanço de 2009 representou um aumento de 22,2% em relação ao levantamento do ano anterior.

O setor da indústria, segundo o estudo, é o que mais emprega (24,7%), seguido por serviços (18,8%), comércio (13,9%), saúde (10%), informática (7,8%), educação (5,9%), construção civil (5%) e agropecuária (3,8%). Os 10% restantes estão empregados em outras áreas. As empresas que mais contratam são as grandes corporações, com 30,2%, seguidas pelas médias empresas, com 20,5%.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo