carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Montadora de veículos investirá R$ 1,4 bilhão



23/03/2010

Investimento faz parte de pacote de R$ 5 bilhões que será aplicado até 2012

O governador José Serra recebeu nesta segunda-feira, 22 de março, no Palácio dos Bandeirantes, a diretoria da General Motors do Brasil, que anunciou investimentos de R$ 1,4 bilhão em projetos de modernização e ampliação de suas unidades em São Caetano do Sul e Mogi das Cruzes. A solenidade também contou com as presenças do vice-governador Alberto Goldman e do secretário estadual de Desenvolvimento, Geraldo Alckmin.

"Para São Paulo, esse investimento representa mais empregos, mais produção e também mais arrecadação, de uma forma sadia, sem aumento da carga tributária. E esses investimentos são feitos sobre o incentivo do Programa Pró-Veiculo, que vincula o crédito de ICMS das exportações de automóveis ao investimento na modernização e ampliação das plantas produtoras em São Paulo", disse o governador.

A maior parte dos recursos - R$ 1,35 bilhão - será destinada para a modernização e aumento da capacidade produtiva da fábrica de São Caetano do Sul, além da nacionalização de peças com fornecedores brasileiros. O restante será investido no Complexo Industrial da GM instalado em Mogi das Cruzes, na região do Alto Tietê. Do total, R$ 30 milhões já estão sendo aplicados e os demais R$ 20 milhões serão destinados para o local até 2012. A unidade de Mogi da GM tem hoje 760 empregados diretos e indiretos e, com os investimentos, contratará mais 190 pessoas até o final do ano.

O investimento faz parte de um pacote de R$ 5 bilhões que serão aplicados pela GM no Brasil até 2012. Deste total, já foram anunciados mais R$ 1,57 bilhão para as unidades da montadora em São Paulo - São Caetano do Sul, São José dos Campos, Mogi das Cruzes e Sorocaba e Indaiatuba -, além de R$ 1,4 bilhão para a fábrica em Gravataí, no Rio Grande do Sul. No total, a empresa emprega 21.432 pessoas no país.

Investimentos do setor
Para incentivar o setor automotivo, o Governo de São Paulo criou, em 2008, o programa Pró-Veículo, que permite a utilização de créditos de ICMS em investimentos para modernização, ampliação de planta industrial, construção de novas fábricas e desenvolvimento de novos produtos. O programa também permite a concessão, mediante regime especial, de suspensão ou diferimento do imposto devido na importação ou na aquisição interna de máquinas e equipamentos destinados ao ativo imobilizado, de forma a desonerar os investimentos em bens de capital.

O Pró-Veículo pode ser utilizado por fabricantes de máquinas, equipamentos e veículos automotores, detentores de crédito acumulado apropriado de valor igual ou superior a R$ 5 milhões e cujo projeto de investimento seja igual ou superior a R$ 30 milhões.

Algumas montadoras já se beneficiaram do incentivo dado pelo Governo de São Paulo. No início do mês, o governador participou da inauguração do novo complexo industrial da CNH Case New Holland - produtora de equipamentos para agricultura e construções, em Sorocaba. O projeto da fábrica foi incluído Programa Pró-Veículos e utilizou créditos de R$ 117 milhões.

Em dezembro de 2009, a montadora Ford também foi beneficiada pelo Pró-Veículos ao investir em seu Complexo Industrial de Taubaté para a produção de um novo motor. Do total de R$ 600 milhões aplicados, quase R$ 18 milhões eram de créditos de ICMS.

Também em dezembro, a Hyundai confirmou em audiência no Palácio dos Bandeirantes que instalará um fábrica em Piracicaba, um investimento de mais de R$ 1 bilhão que deverá gerar 1.600 empregos diretos. E em 2008, a Toyota anunciou a construção de sua terceira fábrica em solo paulista, no município de Sorocaba. A unidade deve produzir 150 mil veículos por ano e gerar 2.500 empregos na região.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo