carregando...

Notícias

Notícias

Ministério pode financiar pesquisas do Alpha Crucis



01/06/2012

Secretário em reunião sobre o financiamento para as pesquisas do navio (Kenedy Brayan-ASCOM/MPA)

O governo federal poderá financiar pesquisas que serão realizadas com o novo navio oceanográfico brasileiro, Alpha Crucis. A proposta foi discutida nesta sexta-feira (1/06), em Brasília, pelo secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Paulo Alexandre Barbosa, com o ministro da Pesca e Aquicultura, Marcelo Crivella. Na próxima segunda-feira (04/06), um projeto de parceria será encaminhado ao ministro.


O Ministério da Pesca e Aquicultura já mantém convênio com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS) para o financiamento de pesquisas. A proposta é acertar parceria semelhante com o Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (USP), responsável pela embarcação. Inaugurado no último dia 30, o navio está atracado no Porto de Santos.

“As pesquisas serão feitas em áreas de interesse comum dos governos federal estadual, como a biodiversidade marinha e a biotecnologia. Também vai ajudar no planejamento para instalação de plataformas de petróleo da camada do pré-sal”, explicou Paulo Alexandre, que elogiou a receptividade do ministro. “Ele deixou em aberto outras possibilidades de parceria, que vamos trabalhar para viabilizá-las”.

No mar

Ainda neste semestre, o navio Alpha Crucis deve realizar a sua primeira viagem com professores e alunos do Instituto. A embarcação pode permanecer em alto-mar por até 40 dias, sem a necessidade de reabastecimento. O custo final do navio foi de US$ 11 milhões, entre recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e da USP.

Com mais autonomia e capacidade de transportar equipes maiores de pesquisadores especialistas de várias disciplinas, o navio vai propiciar o desenvolvimento de mais projetos colaborativos entre cientistas atuantes na área, no Brasil e em países que realizam estudos no Atlântico Sul – um dos oceanos menos conhecidos do mundo. “O resultado desse trabalho se reverte diretamente na proteção do meio ambiente e em riquezas para o país, com uso sustentável dos recursos marinhos”, destacou o secretário.

Estado busca parceria com a União em projetos de mobilidade

A parceria entre os governos estadual e federal também poderá se estendida para mobilidade urbana, envolvendo projetos de interesse metropolitano. O assunto foi debatido nesta sexta-feira (1/06) entre o secretário Paulo Alexandre Barbosa e o secretário Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana do Ministério das Cidades, Júlio Eduardo dos Santos.

No encontro, Paulo Alexandre relatou o interesse do governo paulista em contar com recursos federais em ações consideradas estratégicas para a melhoria da mobilidade urbana, como o metrô de São Paulo e o VLT da Baixada Santista. “Vamos agendar uma audiência do Júlio Eduardo com o governador Geraldo Alckmin para apresentar os nossos projetos e verificar a possibilidade de participação da União”, explicou.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo