carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Medicina constrói blocoteca para armazenar amostras de autópsias



10/02/2014

Fonte: UNESP

O Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina (FM) de Botucatu da Unesp está construindo a Blocoteca - antigo anseio da FM e de seu Hospital das Clínicas (HCFMB), em área anexa ao departamento. O prédio, que abrigará um arquivo de blocos de parafina, armazenará fragmentos retirados de pacientes em autópsias e biópsias teciduais.

O valor total da obra é R$ 460 mil, sendo R$ 250 mil custeados pela Reitoria da Unesp e R$ 220 mil investidos pelo HCFMB. A estrutura, que terá 305 metros quadrados de área construída, deve ficar pronta em seis meses.

Esse arquivo de tecidos humanos, cujo material é de propriedade dos próprios pacientes, tem grande importância, tanto como fonte de informação para o tratamento desses indivíduos, como por servir para estudos científicos, desde que haja consentimento da pessoa de quem foi colhida a amostra.

No Departamento de Patologia da FM, nos últimos cinco anos, 33 projetos de pesquisa utilizaram o arquivo de blocos de parafina. No mesmo período, 33% das teses de doutorado também usaram como referência informações dos materiais que ficarão guardados na nova blocoteca. Em 2012, o arquivo ainda foi utilizado como base de dados para 15% dos artigos científicos publicados naquele ano.

Para a chefe do Departamento de Patologia da FM, professora Maria Aparecida Custódio Domingues, a construção da blocoteca representa um importante avanço para a área de Patologia, tanto na FM, quanto no HCFMB. "Agradeço muito o empenho da Faculdade e do Hospital das Clínicas por terem se sensibilizado com essa necessidade", afirma.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo