carregando...

Notícias

Notícias

IPT terá mais moderno centro do País



03/01/2012

O Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) inaugurará, neste ano, um prédio de oito mil metros quadrados para estudo de biotecnologia, visando o desenvolvimento de produtos e processos com organismos vivos, tecnologia de partículas com foco na microencapsulação de componentes químicos e terapia medicinal e micromanufatura de equipamentos.

O investimento total foi de R$ 46 milhões, sendo R$ 21 milhões para construção do prédio e R$ 25 milhões para equipamentos. O prédio abrigará no pavimento térreo o Laboratório de Processos Químicos e Tecnologia de Partículas (LPP). O térreo ainda terá uma sala limpa com nível 100, uma das categorias mais altas no quesito limpeza. Esta sala terá filtros especiais para evitar a entrada de partículas e trabalhará sob pressão positiva - quando a pressão dentro da sala é maior do que fora dela.

Bionanotecnologia é a área da pesquisa voltada à produção de biomateriais milhares de vezes menores do que a espessura de um fio de cabelo. Está relacionada à biomedicina, biociência e biotecnologia. Tradicionalmente, uma partícula recebe o prefixo "nano" quando tem o diâmetro entre um e 100 nanômetros, faixa que equivale a aproximadamente 0,01% do diâmetro de um fio de cabelo. Atualmente, cerca de 600 produtos que contêm nanomateriais estão no mercado em todo o mundo.

Concluída a construção e a instalação laboratorial do mais novo prédio do IPT, que é o da bionanomanufatura, sua configuração estará em sintonia com o que há de mais moderno no mundo para atender as demandas de pesquisa de ponta nesta área, com foco em necessidades do mercado. Seu Laboratório de Metrologia Dimensional de Microprecisão e Metrotomografia contará com recursos de vanguarda em metrologia de microprecisão.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo