carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Investe SP apoia a edição 2012 do LatinDisplay



28/11/2012

Estão previstas rodadas de negócios, exposição de produtos aberta ao público

Uma das mais bem-sucedidas tecnologias a emergir dos laboratórios para o mercado nos últimos 40 anos, os mostradores de informação estão no foco das discussões do LatinDisplay 2012. O evento reúne empresários, pesquisadores, agências de fomento, representantes de governos, agentes financeiros, associações de classe, professores e estudantes desde segunda-feira, 26 de novembro, até sexta-feira, 30, na Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo.

“No Estado de São Paulo, regiões como Campinas e Itu estão se consolidando como importantes clusters em tecnologia da informação”, disse o Diretor de Investimentos e Negócios da Investe São Paulo, Hans Schaeffer, durante a mesa redonda que discutiu as oportunidades e possibilidades de se iniciar a produção de displays no Brasil.

Segundo Schaeffer, um dos fatores atrativos para os investidores internacionais e que devem impulsionar no futuro a instalação da cadeia de produção de displays no País é o crescimento do mercado consumidor brasileiro.

Já o pesquisador Paul Breddels, do centro de pesquisa e desenvolvimento holandês Holst Centre, ressaltou que o Brasil deveria se inspirar no modelo de sucesso de Taiwan. “Lá, foram os investimentos das pequenas e médias empresas que possibilitaram o desenvolvimento tecnológico de ponto nessa área”, afirmou. Para Breddels, o incremento das atividades nessa área só é viável com a união de esforços entre institutos de pesquisa, iniciativa privada e governo.

O vice-coordenador do evento, Victor Pellegrini Mammana, diretor do Centro de Tecnologia da Informação (CTI) de Campinas, explicou é estratégico, para o Brasil, ter uma cadeia de fornecedores na área de displays, mas que isso não depende apenas de uma política de incentivos governamentais. “É necessário que a iniciativa privada aceite o risco de investir nesse setor no País”, disse.

A assessora da presidência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Margarida Baptista, defendeu que é preciso atrair para o Brasil não apenas unidades produtivas de displays, mas também centros de pesquisa e desenvolvimento. “Temos que discutir como podemos aumentar nossa capacidade de atração de empresas inovadoras. Podemos aprender com o que os outros países fizeram, mas não podemos repetir o que fizeram. Nosso contexto é outro”, finalizou.

Conferência, rodadas de negócios e exposição Este ano, o LatinDisplay está sendo realizado em conjunto com a conferência científica International Display Research Conference (IDRC 2012), promovida pela Society for Information Display (SID). Há, ainda, rodadas de negócios e visitas a empresas e instituições de pesquisa e desenvolvimento localizadas nas regiões metropolitanas de São Paulo e Campinas, o evento conta também com uma exposição de protótipos e produtos aberta ao público.

“A DisplayEscola, que acontece nos dias 29 e 30 de novembro como parte do evento, é a única iniciativa no hemisfério sul para formação de recursos humanos nas tecnologias de displays e relacionadas”, ressalta o vice-coordenador do evento, Victor Pellegrini Mammana.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo