carregando...

Notícias

Notícias

Investe São Paulo promove encontro com prefeituras



16/11/2009

Reunião com prefeitos debateu ações para atrair novos investimentos regionais (Pamela Benetti/SD)

A Investe São Paulo - Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade, órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento do Estado, realizou nesta terça-feira, 17 de novembro, na sede da pasta, a 2ª reunião com prefeitos municipais para debater a atração de novos investimentos.


Os diretores da Investe São Paulo receberam as prefeituras de Alambari, Americana, Conchal, Igaratá, Ourinhos, Pirassununga, São Roque, Sorocaba e Trabiju.

A primeira parte da reunião, que contou com a abertura do secretário de Desenvolvimento, Geraldo Alckmin, e do presidente da Investe São Paulo, Mário Mugnaini Jr., apresentou às prefeituras os trabalhos da agência e as propostas de ações conjuntas com os municípios, além das atribuições da Nossa Caixa Desenvolvimento. A segunda parte abriu espaço para as prefeituras apresentarem os projetos que podem receber investimentos. Cada prefeitura teve 15 minutos de apresentação.

Primeiro encontro
A primeira reunião foi realizada no dia 29 de outubro, na sede da Secretaria de Desenvolvimento, e contou com a participação de representantes de dez prefeituras: Aparecida, Araras, Atibaia, Barueri, Descalvado, Itu, Lorena, Mairiporã, Santana de Parnaíba e São Caetano do Sul.

Durante o evento, um dos principais temas abordados foram as linhas de financiamento da Nossa Caixa Desenvolvimento, voltadas a pequenas e médias empresas, com os menores juros do mercado. Na oportunidade, o presidente da Nossa Caixa Desenvolvimento, Milton Luiz de Melo Santos, explicou que a agência de fomento dispõe de duas linhas de capital de giro, de curto prazo, com juro de 0,96% ao mês. “Poderão pedir o financiamento empresas com faturamento anual entre R$ 240 mil e R$ 100 milhões. Além do aporte estadual de R$ 400 milhões, já disponíveis, repassamos recursos do BNDES, com o objetivo de ampliar ainda mais a capacidade produtiva do Estado”, disse.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo