carregando...

Notícias

Notícias

Instituto de Pesquisas Tecnológicas inaugura novas instalações



27/08/2012

Governador, Secretário e outras autoridades em visita ao Simulador Solar do IPT

O governador Geraldo Alckmin e secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, em exercício, Luiz Carlos Quadrelli, participaram nesta segunda-feira (27/08) da inauguração do núcleo de bionanomanufatura do IPT e de novas instalações voltadas para energias renováveis. Durante o encontro, aconteceu a posse do diretor-presidente do Instituto, Fernando Landgraf, em substituição ao engenheiro mecânico, João Fernando Gomes de Oliveira. O evento contou com a presença de pesquisadores e de outras autoridades, entre elas, o ex-governador Alberto Goldman e o deputado federal Roberto Freire.

Os novos laboratórios fazem parte da reformulação do IPT. De 2008 a 2011, com investimentos de R$ 150 milhões, o Instituto teve importantes conquistas, como a modernização de laboratórios, construção de novos núcleos, contratações de pesquisadores e qualificações profissionais. De acordo com o secretário Luiz Carlos Quadrelli, a inovação está ligada diretamente ao desenvolvimento econômico e na geração da competitividade empresarial. “Podemos dizer que o IPT é o celeiro para novas tecnologias e modelos de negócios e o grande responsável pelo avanço de sistemas já existentes”, completa.

Novos Laboratórios
O Simulador Solar que entra em operação no Laboratório de Instalações Prediais (LIP), ligado ao Centro de Tecnologia do Ambiente Construído (Cetac), do IPT, terá a missão de oferecer suporte ao setor produtivo e realizar testes voltados ao atendimento da certificação compulsória de aquecedores de água, que utilizam a energia solar. Ele será essencial para determinar a eficiência energética de painéis coletores e sua principal atuação será na construção civil. O equipamento recebeu investimentos de R$ 3,5 milhões.

Outra instalação inaugurada foi o forno de solidificação direcional de silício. Adquirido da Alemanha, com investimentos de R$ 1,43 milhão, o equipamento permitirá que pesquisadores do Laboratório de Metalurgia e Materiais Cerâmicos (LMMC) desenvolvam lingotes de silício, que em seguida serão cortados e transformados em lâminas que compõem placas fotovoltaicas. O Brasil é um dos maiores produtores do mundo de silício grau metalúrgico (SIGM).

Também foi inaugurado o novo núcleo de bionanomanufatura. Com investimentos de R$ 46 milhões, a nova edificação, de 8 mil m², é destinada ao estudo de biotecnologia. Serão desenvolvidos produtos e processos com organismos vivos, tecnologias de partículas com foco na microencapsulação de componentes químicos, terapia medicinal, micromanufatura de equipamentos e metrologia. A Bionanotecnologia é área da pesquisa voltada à produção de biomaterias milhares de vezes menores do que a espessura de um fio de cabelo. Está relacionada a biomedicina, biociência e biotecnologia.

Sobre Fernando Landgraf
O engenheiro metalurgista, Fernando Landgraf já atuava no IPT como diretor de inovação desde agosto de 2009. Ele sucede o engenheiro mecânico e professor da Escola de Engenharia de São Carlos, João Fernando Gomes de Oliveira, que estava à frente do Instituto desde janeiro de 2009.

Graduado pelo Centro Universitário da FEI, Landgraf tem mestrado e doutorado pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo em Engenharia Metalúrgica e livre-docência pela mesma instituição. O engenheiro ingressou no IPT em 1977, dando início às atividades do Laboratório de Metalurgia do Pó e Materiais Magnéticos. Nele permaneceu até 2005, ano em que deixou o Instituto para dedicar a maior parte de seu tempo ao cargo de professor-doutor, também na Poli.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo