carregando...

Notícias

Notícias

Ilha Solteira recebe recursos para o Plano Urbanístico



01/07/2010

Ilha Solteira terá parque tecnológico voltado ao agronegócio e à biotecnologia

O secretário-adjunto de Desenvolvimento do Estado de São Paulo, João Carlos Maranha, entregou nesta quinta-feira, 1° de julho, ao prefeito de Ilha Solteira, Edson Gomes, o convênio de liberação de recursos para a elaboração do Plano Diretor Urbanístico do projeto do Parque Tecnológico de Ilha Solteira. No total, o Governo do Estado destinou R$ 198 mil para a realização dos estudos. Voltado às áreas de pesquisa e desenvolvimento nos setores agroindustrial, de bioenergia e de biotecnologia, o complexo tem como objetivo promover o avanço tecnológico sustentável e fortalecer a atividade econômica da região de Araçatuba.

O empreendimento será implantado em uma área urbana de 316 mil m², localizada na Avenida Otacílio Martins, próximo ao campus três da Unesp, à Subestação da Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (Cteep), à Escola Técnica (Etec) e ao Laboratório de Engenharia Civil da Companhia Energética de São Paulo (Cesp). O local abrigará instituições de ensino e pesquisas, laboratórios, empresas incubadas, entidades públicas, centro de convenções, feiras e negócios. O projeto é uma ação conjunta do governo do Estado com a Prefeitura Municipal, a Usina Ilha Solteira, a Unesp e os empresários da região.

O Plano Diretor Urbanístico do Parque Tecnológico pretende articular o planejamento da área do Parque Tecnológico com o planejamento urbano da cidade e as condições de desenvolvimento da região. O estudo pautará propostas de uso e de ocupação do solo que possam garantir a integração urbana, a instalação de infraestrutura necessária e a adequação dos sistemas já existentes, como o sistema viário, de transporte público, de abastecimento de água e esgoto, entre outros.

Sobre o SPTec
O governo do Estado de São Paulo criou o SPTec para dar apoio e suporte aos parques tecnológicos, com o objetivo de atrair investimentos e gerar novas empresas intensivas em conhecimento ou de base tecnológica. Parques tecnológicos são empreendimentos para a promoção de ciência, tecnologia e inovação. São espaços que oferecem oportunidade para as empresas transformarem pesquisa em produto, aproximando os centros de conhecimento (universidades, centros de pesquisas e escolas) do setor produtivo (empresas em geral).

Em todo o Estado, existem 32 iniciativas para implantação de parques tecnológicos. Desse total, 16 já estão com credenciamento provisório no SPTec: Barretos, Botucatu, Campinas (duas iniciativas: Polo de Pesquisa e Inovação da Unicamp e CPqD), Ilha Solteira, Mackenzie-Tamboré, Piracicaba, Santo André, Santos, São Carlos (duas iniciativas: ParqTec e EcoTecnológico), São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo (duas iniciativas: Jaguaré e Zona Leste) e Sorocaba.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo