carregando...

Notícias

Notícias

II Encontro de APLs



22/10/2007

A taxa de mortalidade das micro e pequenas empresas do Estado de São Paulo vêm diminuindo consideravelmente desde o ano 2000. É o que mostra o resultado da pesquisa Sobrevivência e Mortalidade das Micro e Pequenas Empresas de um a cinco anos, realizada pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Muito da redução desta taxa se deve ao programa de Arranjos Produtivos Locais (também chamados de clusters), que hoje já soma dez iniciativas, espalhadas no Estado e que contemplam vários setores produtivos. Para apresentar os resultados, a Fiesp, o Sebrae-SP, Secretaria Estadual de Desenvolvimento (SD) e Ministério do Desenvolvimento da Indústria e Comércio Exterior (MDIC), promoveram nesta segunda-feira (22), das 9h30 às 16h, o II Encontro de Arranjos Produtivos Locais (APL).

O encontro

Diversos gestores e empresários se reuniram hoje para participar do II Encontro de Arranjos Produtivos Locais do Estado de São Paulo. O encontro também contou com a presença do secretário-adjunto de Desenvolvimento, Carlos Américo Pacheco. Os participantes compartilharam experiências de como a organização e a cooperação mudaram o rumo dos negócios, aumentaram a produtividade e o faturamento os representantes dos seguintes setores: aeroespacial, confecções de enxovais bordados de cama, mesa e banho e enxovais de bebê; móveis; cerâmica vermelha; calçados infantis; calçados femininos; têxtil e confecções.

No evento, foi assinado o protocolo de cooperação técnica para o desenvolvimento de APL no Estado de São Paulo, do qual participaram a Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo, a Fiesp e o Sebrae-SP.

Os palestrantes discutiram temas como o acesso a mercados e promoção comercial, capacitação em gestão, inovação e tecnologia.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo