carregando...

Notícias

Notícias

Hyundai Rotem lança pedra fundamental de fábrica em Araraquara



06/04/2015

Fonte: Investe São Paulo

Investimento da Hyundai Rotem estreita laço entre paulistas e coreanos (Francisco Rosa/Investe SP)O governador Geraldo Alckmin participou na quinta-feira, 2 de abril, do lançamento da pedra fundamental da nova fábrica da Hyundai Rotem em Araraquara. A empresa, que é uma das maiores fabricantes de sistemas ferroviários do mundo, contou com o apoio da Investe São Paulo, agência de promoção de investimentos ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação para investir US$ 40 milhões (cerca de R$ 99 milhões) no empreendimento.  A planta será a segunda maior fábrica da empresa no mundo e a primeira no Brasil, com 300 funcionários. A estimativa é que o início de produção aconteça no primeiro semestre de 2016, quando devem ser entregues 240 carros para a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e 112 carros para o Metrô Bahia, em Salvador. Para isso, as obras de construção da fábrica devem terminar já no final de 2015.

“Visitamos diversas cidades e dezenas de terrenos junto com os executivos sul-coreanos e estamos fazendo o possível para agilizar todas as licenças e reuniões com entidades governamentais que serão essenciais para o sucesso do projeto”, explica o presidente da Investe São Paulo, Juan Quirós.

Durante o lançamento da pedra fundamental, o governador Geraldo Alckmin também ressaltou o compromisso do Estado com o desenvolvimento da malha ferroviária paulista: “estamos investindo para expandir em 132 km os trilhos no transporte de passageiros, somando-se Metrô, CPTM e VLT. E aqui serão fabricados trens com que há de mais moderno em termos de tecnologia e conforto para equipar as composições férreas que transportam o povo de São Paulo".

Enquanto a nova fábrica estiver sendo construída, a Hyundai Rotem realizará a montagem dos trens encomendados por São Paulo e Salvador em uma planta alugada já existente em Araraquara.

O presidente mundial da empresa sul-coreana, Seung Tack-Kim, destacou: "A Hyundai Rotem acredita que irá contribuir para que a cidade de Araraquara seja um grande polo de produção ferroviária no Brasil". Já o diretor-presidente da Hyundai Rotem no Brasil, André Han, também ressaltou o compromisso com o mercado, lembrando que, além de atender a demanda paulista e brasileira, a empresa deve exportar para toda a América do Sul. A ideia é fabricar 200 carros por ano, fechando novos contratos.

“Estamos conversando com as três estâncias de governo para que a instalação de nossa fábrica seja o primeiro passo para a transformação de Araraquara em um polo ferroviário”, disse Han na cerimônia de anúncio do investimento realizada no Palácio dos Bandeirantes. O empreendimento também vai abrigar a sede administrativa da empresa no Brasil.

O executivo explicou que a cidade foi escolhida por já abrigar outras empresas do setor ferroviário, como a Iesa e a futura fábrica da Randon, além de outros fornecedores do setor que devem ir para lá nos próximos anos. Além disso, a cidade é considerada um ponto de encontro onde se cruzam todos os tipos de bitola e trilhos, o que a torna logisticamente estratégica.

“Também priorizamos o Estado de São Paulo, que tem um potencial maior para projetos ferroviários e uma perspectiva melhor de mercado”, explica.

Para o prefeito Marcelo Barbieri, a instalação da empresa sul-coreana permitirá que Araraquara dê um um salto maior na qualidade de vida da população ao agregar novos valores ao município, como mais emprego e renda e o aumento futuro no repasse de ICMS, via Estado.

“A instalação da Hyundai Rotem coloca Araraquara na vanguarda pela retomada dos serviços ferroviários no Brasil e pode transformar o município em um pólo metroferroviário”, enfatizou Marcelo, ao citar também a Randon, fábrica de vagões e de semirreboques canaviaeiros, que entrará em operação em 2016.

Os trens da Hyundai Rotem que já circulam nas linhas de trem de São Paulo, Salvador e Rio de Janeiro, foram montados e importados da Coreia do Sul. A nova fábrica vai trazer inclusive uma tecnologia nova, que ainda não existe em fábricas brasileiras: trens sem a necessidade de condutores, que serão fornecidos para o Metrô Bahia.

A empresa adquiriu um terreno de 150 mil metros quadrados para construir a nova planta. Mesmo após a conclusão do novo empreendimento, a ideia da Hyundai Rotem é manter o galpão alugado funcionando, como uma fábrica de apoio planta principal.

Sobre a Hyundai Rotem
Fundada em 1977 por meio de uma junção entre as empresas Hyundai Precision Industry, Hanjin Heavy Industries & Construction e Daewoo Heavy Industries & Machinery, a Hyundai Rotem foi comprada pelo Hyundai Motor Group em 2001, tornando-se uma referência global no fornecimento de sistemas ferroviários em um curto espaço de tempo. Mais à frente, a empresa entrou também no ramo da indústria pesada, tornando-se o único produtor de tanques da Coreia do Sul. Com sede em Seul, hoje, a Hyundai Rotem tem capital aberto na bolsa coreana e atua não só em sistemas ferroviários, mas também de defesa militar, engenharia industrial e máquinas para a indústria. Sua receita foi de US$ 31,56 milhões em 2013. São ao todo quatro empresas nacionais, além da presença com fábricas, centros de vendas e escritórios em 18 países.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo