carregando...

Notícias

Notícias

Horiba investirá R$ 15 mi em nova fábrica em Jundiaí



17/03/2011

Com a nova fábrica, empresa prevê um aumento de até 50% em sua produção

A Investe São Paulo, agência do governo paulista responsável pela atração e manutenção de investimentos para o Estado, vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, assinou nesta quinta-feira, 17 de março, na sede da prefeitura de Jundiaí, um protocolo de intenções com a empresa Horiba, que tem como objetivo viabilizar a implantação da nova fábrica da multinacional japonesa no município localizado a 60 km da capital.

Participaram do evento o prefeito de Jundiaí, Miguel Haddad, o presidente da Horiba, Hamilton Ibanes, e o presidente da Investe SP, Luciano Almeida, além de autoridades e representantes da empresa.

Instalada desde 1997 no bairro Jurubatuba, em São Paulo, a Horiba buscou um novo local, fora da capital, para expandir sua fábrica. Com o apoio da Investe SP foram identificados municípios que atendessem às necessidades da empresa, que optou por Jundiaí. Segundo o presidente da agência paulista, a cidade possui um grande potencial para a atração de investimentos. “Jundiaí tem localização privilegiada. Está próxima da capital e de Campinas, que são dois dos principais centros de consumo do Estado, tem infraestrutura de qualidade com rodovias como a Anhanguera, a Bandeirantes e o Rodoanel, além de mão-de-obra qualificada e uma excelente qualidade de vida”, destacou Luciano Almeida.

A empresa fabricante de equipamentos e reagentes para diagnósticos, líder no segmento de hematologia, estima investir cerca de R$ 15 milhões na construção da nova sede, que terá aproximadamente 4,9 mil m² de área construída e ficará localizada em uma área de 10 mil m² no bairro Medeiros. “A chegada de mais uma empresa é de extrema importância para o desenvolvimento da nossa cidade, e a geração de empregos é o ponto que merece destaque. Os investimentos que promovemos na cidade a tornam mais competitiva e atrativa para as empresas”, comentou o prefeito Miguel Haddad.

Horiba Medical Brasil detém hoje 30% do mercado local de hematologia

Os reagentes são utilizados em equipamentos para diagnóstico in vitro. Existe a possibilidade de a fábrica iniciar a produção de equipamentos que atenderiam aos segmentos médico e científico da Horiba. “Ampliaremos nossa produção de 2 milhões de litros de reagentes por ano para 3 milhões, mas essa nova fábrica terá capacidade para 6 milhões de litros”, informou o presidente da Horiba, Hamilton Ibanes.

As obras do novo empreendimento devem começar ainda neste semestre e a estimativa é que a produção tenha início em janeiro de 2013, quando a Horiba pretende contratar mais 20 funcionários. Os 80 colaboradores que, hoje, trabalham na capital serão remanejados para a nova fábrica, que deverá gerar ao todo 200 empregos diretos e indiretos.

Para o presidente da Investe São Paulo, Luciano Almeida, a multinacional não terá dificuldades para iniciar a construção do empreendimento. “Estamos apoiando a empresa no processo de obtenção das licenças e permissões necessárias para instalação e operação, e também no contato junto às concessionárias de energia elétrica, gás e telecomunicações. A Horiba deverá estar apta para iniciar as obras até junho”, afirmou.

Horiba
A Horiba Brasil pertence ao grupo Horiba, multinacional japonesa especializada no desenvolvimento de tecnologias para medição e análise em diversos segmentos. O grupo japonês é líder mundial na fabricação e na distribuição de equipamentos de medição e análise para diversas aplicações. Com sede no Japão e 43 filiais, em 23 países, divide sua atuação global em cinco segmentos: médico, científico, semicondutores, automotivo e meio ambiente. Fundada em 1945, possui mais de 5 mil colaboradores em todo o mundo. No Brasil, a Horiba atua em quatro das cinco áreas – médica, científica, automotiva (TCA-Horiba) e meio ambiente, e atende aos países da América Latina.

A Horiba Medical foi a primeira divisão do grupo instalada no Brasil, em 1997, e detém hoje 30% do mercado local de hematologia. Especializada em sistemas de diagnósticos automatizados in vitro, a fábrica paulista, recebeu certificação de qualidade ISO 13.485, e produz reagentes químicos diluentes, lisantes e de limpeza. Cerca de 170 mil litros de reagentes são fabricados por mês.

A empresa tem em sua carteira clientes como o Grupo Dasa, Grupo Fleury, Hospital Albert Einstein, Hospital Universitário da USP, Laboratório Sergio Franco, Santa Casa de Porto Alegre, Associação Fundo de Incentivo à Psicofarmacologia (AFIP), Laboratório Sabin, Amico Saúde, Hospital João XXIII (MG), Laboratório Marcelo Magalhães (Recife), Fundação Sangue Nativo – Banco de Sangue (AM), IPSEMG (MG), Hospital do Coração – HCOR.

A divisão científica do grupo, voltada para pesquisa e desenvolvimento e controle de qualidade em todo tipo de indústria, acaba de ser agregada pela Horiba Brasil. A Horiba Scientific fornece em território nacional máquinas de medição e análise físico-química fabricadas na França e voltadas para análises elementares, molecular e micro, espectroscopia óptica, partículas caracterização e tecnologias emergentes. Os equipamentos são indicados para uma ampla gama de aplicações, tais como processos industriais, farmacologia e costemologia, biologia, biosegurança, meio-ambiente, alimentos e bebidas, pesquisas forenses, geologia e minérios, nanotecnologia, entre outras.

Investe São Paulo
Criada em 2009, a Investe São Paulo – Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade é a porta de entrada das empresas que pretendem se instalar no Estado e também estimula a expansão de empreendimentos que já estão em São Paulo. A agência fornece gratuitamente informações estratégicas, ajuda os investidores a encontrar os melhores locais para o seu empreendimento e facilita o contato com órgãos públicos e privados. Esse trabalho é feito com o objetivo de promover a competitividade da economia, a geração de emprego e renda e a inovação tecnológica no Estado de São Paulo.

A agência possui neste momento 75 projetos em carteira, que contabilizam um potencial de investimento de R$ 16,7 bilhões, com capacidade de gerar cerca de 65 mil empregos diretos e 218 mil empregos indiretos. Em 2010, a Investe SP captou cinco grandes empresas para o Estado que investirão R$ 1,7 bilhão na construção de suas fábricas, empregando mais de 9,4 mil trabalhadores.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo