carregando...

VÍDEOS

ÓRGÃOS VINCULADOS

Notícias

Notícias

Governo inaugura 35ª unidade do Bom Prato



30/05/2012

Secretários, acompanhados do governador, descerram placa da nova unidade (Fabiano Guimarães/SDECT)

O governador Geraldo Alckmin e o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Rodrigo Garcia, inauguraram hoje (30/5) o 35º restaurante Bom Prato do Estado. A unidade, localizada na Zona Noroeste de Santos, será gerenciada pela Associação de Promoção e Assistência Social Estrela do Mar (APASEM). Esta é a segunda unidade no município.


O Bom Prato Santos – Zona Noroeste servirá 1.200 almoços balanceados a R$ 1,00 e 300 cafés da manhã ao preço de R$ 0,50. Para o almoço de inauguração, foi elaborado um cardápio especial: arroz à grega, feijão, filé de peixe ao molho, batata portuguesa, salada de escarola ao vinagrete, suco de abacaxi e mexerica de sobremesa.

O novo restaurante também possui um posto do Acessa São Paulo, programa de inclusão digital em parceria com a Secretaria de Gestão Pública e oferecerá cursos do Via Rápida Emprego, voltados para a área de gastronomia e desenvolvidos em conjunto com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SDECT).

Os alunos utilizarão a estrutura já existente, após o horário normal de funcionamento do restaurante, para aprender na prática uma profissão relacionada à culinária e alimentação. “Santos demanda um grande número de profissionais qualificados nestas áreas e com a abertura de novos hotéis e estabelecimentos gastronômicos, na cidade, a procura por profissionais qualificados deve aumentar ainda mais, principalmente, durante a Copa do Mundo de 2014”, destaca Paulo Alexandre Barbosa, da SDECT.

Este é o quarto restaurante instalado no Litoral de São Paulo e o segundo da cidade de Santos. A primeira unidade do município, inaugurada em outubro de 2005, está localizada no Centro, nas dependências do Mercado Municipal, na Praça Iguatemi Martins. A unidade central serve diariamente 1.500 almoços, 300 cafés da manhã e também possui Posto do Acessa SP, além de cursos do Via Rápida Emprego.

Sustentabilidade

A preocupação com a sustentabilidade também faz parte dos projetos de engenharia do programa Bom Prato que são feitos para aproveitar ao máximo a iluminação e ventilação naturais. “Todos os restaurantes estão se adequando para serem ecologicamente corretos. Todo óleo de cozinha usado, assim como os materiais plásticos são reciclados. Outra preocupação é com o desperdício de comida. Para isso criamos dois tipos de bandeja para porções de diferentes tamanhos de acordo com o apetite de cada um”, concluiu o secretário Rodrigo Garcia.

Sobre o Bom Prato

Em 19 de janeiro de 2011, por meio do decreto nº 56.674 assinado pelo governador Geraldo Alckmin, o programa Bom Prato passou a ser gerido pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, deixando a Secretaria de Agricultura e Abastecimento. Desde sua implantação, em dezembro de 2000 até maio deste ano, já foram servidas mais de 88 milhões de refeições para a população em situação de vulnerabilidade social.

O sucesso do restaurante popular Bom Prato é devido ao preço e à comida de ótima qualidade. São refeições completas, de alto teor calórico (1.200 calorias), compostas de arroz, feijão, carne, legumes, salada, farinha de mandioca, pão, fruta da época e suco, ao custo de apenas R$ 1,00. O Governo do Estado subsidia R$ 2,50 do custo total da refeição (R$ 3,50) e o usuário complementa com o valor de R$ 1,00. Crianças com menos de seis anos não pagam.

O almoço é servido a partir das 11h até o término da cota de cada unidade, que variam de 1.200 a 2.000 refeições por dia, conforme a demanda averiguada pela equipe técnica na região. Cada restaurante tem um gerente e um nutricionista de plantão e gera de 15 a 20 empregos por unidade.

O funcionamento do Bom Prato depende de convênio firmado entre a Secretaria e uma entidade da sociedade civil, sem fins lucrativos. As prefeituras também podem participar. O Estado fornece infraestrutura para a instalação do restaurante e pagamento de subsídio para o custeio da refeição.

A entidade parceira é responsável pelo gerenciamento do restaurante, fornecimento das refeições e por toda a assistência junto aos usuários. Nos casos de parceria entre Estado e município, a prefeitura local entra com subsídio de R$ 1,00 por refeição.

Atualmente são 35 unidades em funcionamento. Destas, 20 estão localizadas na Capital e 15 no Litoral, Grande São Paulo e Interior, servindo mais de 60 mil refeições por dia.

Para este ano estão previstas as instalações de mais sete unidades. Além de Santos os municípios beneficiados são: Araraquara, Bauru, Itaquaquecetuba, Presidente Prudente, Rio Claro, São José do Rio Preto e Suzano.

Serviço:

Bom Prato Santos – Zona Noroeste
Av. Nossa Senhora de Fátima, 517.
Horário de funcionamento: café da manhã a
partir das 7h (até o término da cota) e
almoço a partir das 10h30 (até o término da cota).

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo