carregando...

Notícias

Notícias

Governo de SP inaugura Parque Tecnológico de Ribeirão Preto



26/03/2014

 
Descerramento da placa de inauguração do Parque Tecnológico de Ribeirão PretoO governador Geraldo Alckmin e o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Rodrigo Garcia, inauguraram nesta quarta-feira, 26 de março, em Ribeirão Preto, o parque tecnológico da cidade, voltado à produção de novas tecnologias na área da saúde. Na ocasião, foi assinado também um convênio para disponibilizar R$ 1.618.260,00 em recursos voltados ao APL de Equipamentos Médico-Hospitalares e Odontológicos do município. A solenidade contou com as presenças do reitor da Universidade de São Paulo (USP), Marco Antônio Zago, da prefeita de Ribeirão Preto, Darcy Vera, entre outras autoridades.
 
O Governo de SP investiu mais de R$ 11,6 milhões na iniciativa. Foram liberados R$ 2 milhões para a construção de um prédio com 1.585,81 m² voltado ao núcleo administrativo e incubadora de empresas, além de mais de R$ 4,6 milhões para o edifício de 3.160 m², que abriga o centro tecnológico e uma agência de inovação. Ambas as construções têm três pavimentos. O Estado também destinou R$ 437.820,00 na elaboração do projeto executivo da segunda fase do parque. Vinculada à Pasta, a USP investiu R$ 4,6 milhões no empreendimento. Já a prefeitura destinou R$ 1,8 milhão para a implantação da infraestrutura básica viária de acesso à área do parque dentro do campus da universidade.
 
Para Rodrigo Garcia, o empreendimento aquecerá ainda mais a economia e estimulará o desenvolvimento da região. “Ele promoverá a interação entre instituições de pesquisas, universidades, empresas, além de  contribuir para atração de investimentos e geração de emprego e renda. Também fará parte do Sistema Paulista de Ambientes de Inovação (SPAI), que vai reunir em um único programa as ações voltadas aos parques tecnológicos (SPTec), incubadoras de empresas de base tecnológica (RPITec), centros de inovação (RPCITec) e núcleos de inovação tecnológica (RPNIT)”, acrescenta.
 
Inauguração conta com presença do governador Geraldo Alckmin, secretário Rodrigo Garcia, reitor da USP Marco Antônio Zago e prefeitura de Ribeirão Preto Dárcy Vera, entre outras autoridadesO parque foi estruturado por meio de uma parceria entre a Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI), a Universidade de São Paulo (USP), a prefeitura de Ribeirão Preto e a Fundação Instituto Polo Avançado de Saúde (Fipase).  “Essa parceria cria um ambiente facilitador para a integração entre os centros de pesquisas cientificas e o setor produtivo, proporcionando maior eficiência na criação e transformação do conhecimento em riqueza”, afirmou Adilton Carneiro, diretor-presidente da Fipase.
 
Entidade gestora da iniciativa, a Fipase já está instalada na área do parque e reúne em um mesmo ambiente a Supera Incubadora de Empresas, o Supera Centro de Tecnologia e o centro de negócios.
 
Além de impulsionar o desenvolvimento científico, o Parque Tecnológico de Ribeirão Preto deve atrair empresas que realizem pesquisa e desenvolvimento (P&D) e invistam em produtos e processos inovadores, nas áreas do Complexo Industrial da Saúde (CIS), biotecnologia, Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e bioenergia.
 
Com área de aproximadamente 300 mil metros quadrados, o empreendimento está localizado no campus da USP Ribeirão Preto, que compreende uma área total de 5 milhões de m², no bairro Monte Alegre. Além do edifício da incubadora e do núcleo administrativo e instalações para um centro tecnológico, de negócios e uma agência de inovação, o parque também pretende reunir um centro empresarial e um centro tecnológico de biotecnologia, além de Faculdade de Tecnologia (Fatec), unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), laboratório da Fundação para o Remédio Popular (Furp) e laboratórios de pesquisa e desenvolvimento de natureza empresarial.
 
O empreendimento foi planejado em três etapas: na primeira, inaugurada nesta quarta-feira (26/03), foram construídos os prédios que recebem a incubadora de empresas e o centro de tecnologia. Na segunda, estão previstas as instalações da Supera Aceleradora e do núcleo administrativo e, na terceira, a urbanização dos lotes para instalação de empresas.
 
Parques Tecnológicos
Para dar apoio e suporte aos parques tecnológicos, o governo do Estado de São Paulo criou o Sistema Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec), com o objetivo de atrair investimentos e gerar novas empresas intensivas em conhecimento ou de base tecnológica, que promovam o desenvolvimento econômico do Estado.
 
No Estado de São Paulo, existem 28 iniciativas para implantação desses empreendimentos, sendo que o Parque Tecnológico de São José dos Campos foi o primeiro a receber o status definitivo no Sistema. Desde então, outros cinco parques também receberam este título. São eles: Parque Tecnólogico de Sorocaba, Parque Tecnológico de Ribeirão Preto, Parque Tecnológico de Piracicaba, Parque Tecnológico de Santos e Parque Tecnológico de São Carlos (ParqTec). Hoje são 14 iniciativas com credenciamento provisório: Araçatuba, Barretos, Botucatu, Campinas (cinco iniciativas: Polo de Pesquisa e Inovação da Unicamp, CPqD e CTI-TEC, Ciatec II e Techno Park), Parque Universidade Vale do Paraíba (Univap), Santo André, São Carlos EcoTecnológico, São José do Rio Preto e São Paulo (duas iniciativas: Jaguaré e Zona Leste).
 
 
APL de Equipamentos Médico-Hospitalares e Odontológicos
Na oportunidade, o Secretário Rodrigo Garcia assinou ainda convênio com a Fipase para investimento de R$ 1.618.260,00 voltado à ampliação do Centro de Desenvolvimento e Inovação Aplicada em Equipamentos Médico-Hospitalares e Odontológicos (Cedina), o atual Centro Tecnológico Supera, ligado ao Arranjo Produtivo Local de Equipamentos Médico-Hospitalares e Odontológicos (EMHO) de Ribeirão Preto.
 
A ação faz parte do Programa de Fortalecimento da Competitividade das Empresas Localizadas em Arranjos Produtivos Locais do Estado de São Paulo (APL), com recursos provenientes do empréstimo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Em 2008, Ribeirão Preto recebeu a chancela de Arranjo Produtivo Local das Indústrias de Equipamentos Médicos, Hospitalares e Odontológicos (APL EMHO), graças a um acordo de resultados entre Fipase, Sebrae e Ciesp para a promoção da cultura de cooperação entre as aproximadamente 70 empresas do setor.
 
Pela demanda dos empresários do APL, em 2010, a Fipase criou o Cedina, hoje, chamado de Supera, responsável por testes e certificações de equipamentos. O centro de tecnologia atua com apoio de órgãos como a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI), e do CNPq, com objetivo de promover o aumento da competitividade das empresas.
 
Por meio do Programa Estadual de Fomento aos Arranjos Produtivos Locais, a SDECTI investiu anteriormente R$ 304 mil na compra de equipamentos para o centro, que está capacitado para realizar testes de qualidade nos laboratórios mecânicos, elétrico, químico e de biotecnologia, e atua no desenvolvimento de produtos e atendimento às normas técnicas.
 
 
Supera Incubadora de Empresas
A Supera Incubadora de Empresa tornou-se realidade em junho de 2003, com a finalidade de auxiliar na criação de empresas de base tecnológica. No momento, a incubadora atua com 32 empresas, sendo 9 em pré-residência, 20 em residência e 3 associadas. Além da infraestrutura para pré-residência e residência, a incubadora oferece consultorias gerenciais, capacitação, rede de contatos, além de facilitar a participação das empresas em eventos nacionais e internacionais.
 
 
Fipase
Criada em 2001 por meio de lei municipal, a Fipase, atua no desenvolvimento da indústria de equipamentos e produtos de saúde em Ribeirão Preto, e no apoio aos setores de tecnologia da informação, biotecnologia, química, fármacos e cosméticos. Mantida pela prefeitura de Ribeirão Preto, a Fipase é a gestora da marca Supera. Informações no site www.fipase.org.br.

Confira as fotos aqui.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo