carregando...

Notícias

Notícias

Governo anuncia obras no Parque Tecnológico



16/02/2012

Secretário anunciou mais de R$ 11 milhões em investimentos do Governo de SP

O governador Geraldo Alckmin, o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Paulo Alexandre Barbosa e o reitor da Universidade de São Paulo (USP), João Grandino Rodas, lançaram nesta quarta-feira (15/02), no Palácio dos Bandeirantes, o edital de licitação para obras no Parque Tecnológico de Ribeirão Preto.

A intervenção prevê a construção dos dois blocos de edifícios, correspondentes ao Centro de Desenvolvimento e Inovação Aplicada em Equipamentos Médico-Hospitalares e Odontológicos (CEDINA) e à Incubadora de Empresas de Base Tecnológica (SUPERA). O total de investimentos previstos é de R$ 13,3 milhões, sendo R$11,2 milhões do Governo do Estado (SDECT e USP), R$ 1,8 milhão da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto para infraestrutura de acesso, água, esgoto e outros serviços públicos; e R$ 300 mil do Ministério da Ciência e Tecnologia para o Projeto Executivo.

De acordo com o secretário Paulo Alexandre Barbosa, da SDECT, a integração entre empresas, universidades e centros de pesquisas, além de gerar renda, contribui para o desenvolvimento econômico. “O investimento em inovação é fundamental para garantir a competitividade da economia. Sendo assim os parques tecnológicos têm papel fundamental nesse processo. Cada parque tem a sua própria vocação, respeitando as características de cada região”, afirmou.

A vocação é direcionada a equipamentos médico-hospitalares, biotecnologia, fármacos, cosméticos, bioenergia e tecnologia da informação e comunicação (TIC). Ele é instalado em um terreno de 300 mil m² dentro do campus da USP – que compreende uma área total de 5 milhões de m², no bairro Monte Alegre.

Entre os objetivos da iniciativa estão: o fortalecimento da indústria local de equipamentos médicos, hospitalares e odontológicos (EMHO); a atração de empresas e o estímulo ao surgimento de start ups, na área de Biotecnologia; o fortalecimento das indústrias locais e outras relacionadas às áreas de pesquisa das universidades e institutos da região; o incentivo para a criação de novas empresas de base tecnológica; o fornecimento de soluções científicas e tecnológicas nas áreas de Saúde, Biotecnologia e TIC e promoção do crescimento do setor produtivo local e do desenvolvimento econômico regional.

Além do núcleo administrativo, centro empresarial, laboratórios da Usp e de outras universidades da região, o Parque contará com três espaços prioritários. Entre eles:

Centro de Desenvolvimento e Inovação Aplicada em Equipamentos Médico-Hospitalares eOdontológicos - oferecerá infraestrutura, serviços técnicos, tecnológicos e de capacitação específicos para áreas de equipamentos médico-hospitalares (incluindo certificação), biotecnologia, fármacos, medicamentos e cosméticos, o que o torna único no Brasil.

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica (SUPERA) - visa a criação, desenvolvimento e aprimoramento de micro e pequenas empresas de base tecnológica, desde a prospecção de projetos até a graduação de negócios. A incubadora recebeu da ANPROTEC o prêmio pelo Melhor Projeto de Promoção da Cultura do Empreendedorismo Inovador de 2007 e o prêmio de Melhor Incubadora do Sudeste em 2010.

Empresas residentes - para a instalação de empresas, será cedida área por instrumento contratual, a título oneroso e por prazo determinado.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo