carregando...

Notícias

Notícias

Goldman recebe Prêmio Franco Montoro



30/05/2008

O vice-governador e secretário de Desenvolvimento, Alberto Goldman, recebeu nesta quinta-feira (29/05), o X Prêmio Franco Montoro da Câmara de Indústria, Comércio e Turismo Brasil – México (BRAMEX). O prêmio acontece anualmente e homenageia brasileiros e mexicanos que contribuíram para a integração dos dois países.

Todo ano são escolhidas duas personalidades de cada país para serem homenageadas por seus esforços nessa integração. Este ano, Alberto Goldman foi o escolhido para receber o prêmio representando o lado brasileiro. Representando o lado mexicano foi homenageado o licenciado Enrique Gonzáles Calvillo, presidente do Comitê Empresarial México – Brasil (COMCE), representando o lado mexicano.

Goldman falou sobre as atividades desenvolvidas pela Secretaria de Desenvolvimento em Missões Comerciais ao México e mostrou a importância que o Governo do Estado de São Paulo dá a essas relações. “Brasil e México são parceiros históricos e o Estado de São Paulo tem um papel de destaque nessa relação, a maior parte dos investimentos mexicanos no Brasil está concentrada em São Paulo, e muitas das empresas brasileiras no México são paulistas”, disse.Em relação ao futuro, Goldman ressaltou a necessidade de estabelecer um fluxo comércial entre os países e explicou que o Governo do Estado está trabalhando para que as empresas paulistas possam ter mais relações com todos os mercados consumidores do mundo. “O México continuará sendo um dos principais endereços das nossas empresas pela sua grandeza, seu mercado consumidor, e por sua identidade com o povo brasileiro”, completou Goldman.Também estavam presentes na premiação o presidente da Bramex, Antonio Carlos Mourão Bonetti; o presidente da Fundação Memorial da América Latina, Fernando Leça; o Presidente da FENADVB, professor Agostinho Turbian; o secretário Municipal de Relações Internacionais, Alfredo Cotait; e Sérgio Igor Chnee, representando o Embaixador do Brasil no Haiti, Igor Kipman.

O presidente do Comitê Empresarial México – Brasil (COMCE), Enrique Gonzáles Calvillo, ressaltou a importância do trabalho de integração entre os dois países para mostrar aos empresários que existem oportunidades reais de negócios entre Brasil e México. “É importante que os dois governos permaneçam unidos e que continue crescendo a relação econômica e cultural dos mexicanos com os brasileiros”, afirmou.

Nesta edição também foi homenageado o Embaixador do Brasil no Haiti, o Ministro Igor Kipmann, representado no evento por Sérgio Igor Chnee. O diplomata brasileiro foi reconhecido por seu grande empenho nas relações entre os dois países.

Atividades no México

Neste ano, a Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo apoiou uma missão ao México realizada pelo Arranjo Produtivo Local do Álcool, pela Câmara de Comércio Brasil – México (BRAMEX) e pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

A missão trouxe conseqüências positivas para os dois países. Em 261 encontros de negócios entre empresários paulistas e mexicanos foram realizados contratos em um total de US$ 145 mil, e, para os próximos 12 meses tem-se uma expectativa de novos negócios gerados pela missão de US$ 223,5 milhões.

Em 2006 e 2007 a Secretaria de Desenvolvimento liderou Missões Comerciais ao México em parceria com a BRAMEX. Com o objetivo de incentivar as exportações paulistas para o México e atrair investimentos para São Paulo, a missão de 2007 promoveu cerca de 236 encontros de negócios entre empresários paulistas e mexicanos. Os empresários brasileiros puderam fechar bons contratos com empresas mexicanas, um bom exemplo disso é o caso da Treetech, que conseguiu dobrar seu faturamento proveniente do exterior em relação ao ano de 2006.

Relação Brasil – México

A relação comercial entre Brasil e México é de grande importância, principalmente com relação ao Estado de São Paulo que concentra a maior parte do investimento mexicano realizado no Brasil, e ainda porque muitas das empresas brasileiras instaladas no México são paulistas.

Atualmente, as relações comercias entre os dois países são regidas por três Acordos de Complementação Econômica (ACE). Dois desses acordos passaram a vigorar em 2003 e nos três anos seguintes as exportações brasileiras com destino ao México cresceram 62% e as importações 146%. Outro acordo que entrou em vigor em 2006 ocorreu entre Mercosul e México estabelecendo uma Área de Livre Comércio entre as partes.

Os investimentos do México no Brasil em 2007 somaram US$ 408 milhões e os investimentos brasileiros no país latino somaram US$ 194,4 milhões.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo