carregando...

Notícias

Notícias

Fórum debate ações para o polo industrial de Cubatão



10/06/2011

Paulo Alexandre Barbosa anunciou cursos do Via Rápida na Baixada Santista

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Paulo Alexandre Barbosa, participou nesta sexta-feira, 10 de junho, da cerimônia de abertura da 6ª edição do Megapolo Cubatão – Fórum para o Desenvolvimento do Polo Industrial de Cubatão. Realizado no Bloco Cultural do município, o evento abordou temas como crescimento sustentável, investimentos na indústria, infraestrutura e logística.

O encontro debateu ações voltadas ao desenvolvimento industrial, com destaque para as áreas de transportes, energia, meio ambiente, e capacitação de mão de obra. Em seu discurso, o secretário anunciou a criação de novos cursos na região. “A partir de agosto, serão implantados cursos profissionalizantes gratuitos, com duração de 1 a 3 meses, por meio do programa Via Rápida, para que as pessoas possam se qualificar e se inserir no mercado de trabalho”, afirmou Paulo Alexandre Barbosa.

A primeira palestra do forum teve como tema “Perspectivas de Investimentos e Desenvolvimento no Brasil”, apresentada por Wilson Brumer, diretor-presidente da Usiminas. No período da tarde, foram realizadas duas mesas redondas:

“Crescimento Sustentável e as Mudanças da Matriz Energética”, com Mário Cilento, diretor-presidente da Carbocloro; Antonio Bolognesi, diretor-presidente da Emae – Empresa Metropolitana de Águas e Energia S/A e Sérgio Pompéia, consultor ambiental.

Mais de 200 pessoas lotaram o auditório do Bloco Cultural no centro de Cubatão

“Os gargalos de infraestrutura e logística do Polo Industrial de Cubatão e do Porto de Santos”, com Edson Aparecido, secretário de Estado de Desenvolvimento Metropolitano; Laurence Casagrande Lourenço, diretor-presidente da Dersa; Benito Gonzalez, secretário de Emprego e Desenvolvimento Sustentável de Cubatão; Luiz Antonio Veiga Mesquita, diretor comercial e de marketing da Vale Fertilizantes e diretor do Ciesp-Cide Cubatão e Marcelino Rafart de Seras, Diretor-Presidente da EcoRodovias. Por fim, a palestra “Tecnologia e Sustentabilidade”, com Aloizio Mercadante, ministro da Ciência e Tecnologia, Márcia Rosa, prefeita de Cubatão e Marcos Santini, diretor-presidente do Jornal A Tribuna.

Polo Industrial de Cubatão
Além de abrigar o primeiro polo industrial brasileiro, Cubatão conseguiu reverter um quadro grave de degradação ambiental, combatendo índices de poluição atmosférica, hídrica e do solo, que figuravam entre os mais altos do mundo. Desde a implantação do Programa de Controle das Fontes Primárias de Poluição, pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), ligada à Secretaria do Meio Ambiente, as empresas passaram a operar de acordo com rigorosas normas técnicas e um dos resultados mais visíveis foi a recuperação da Mata Atlântica que, durante décadas, sofreu o impacto da intensa emissão de gases tóxicos.

Graças a investimentos que, nos últimos 28 anos, somaram US$ 1.285 bilhão, Cubatão tornou-se um recanto ao pé da Serra do Mar, capaz de oferecer aos moradores um cenário verde, ar puro e qualidade de vida satisfatória. Em seu polo industrial, a cidade conta com uma siderúrgica de grande porte, o maior complexo de fertilizantes do País e tem como principal registro da sua história o pioneirismo nacional na área petroquímica. Segundo dados do relatório anual Cide, Fiesp e Ciesp - 2009, as empresas que formam o complexo recolheram US$ 483 milhões em impostos federais, US$ 385 milhões estaduais e US$ 17 milhões foram para os cofres municipais.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo