carregando...

Notícias

Notícias

Fapesp Week 2012 tem início em Toronto



18/10/2012

A FAPESP Week 2012 teve início nesta nesta quarta-feira (17/10) com um simpósio na cidade canadense de Toronto. O simpósio, realizado pela FAPESP em conjunto com a Universidade de Toronto, ocorreu no Terrence Donnelly Centre for Cellular and Biomolecular Research, no campus da universidade.

O evento reuniu cerca de 60 pesquisadores do Canadá e do Brasil para debater temas de pesquisa avançada na fronteira do conhecimento em diversas áreas.

Na abertura, R. Paul Young, vice-presidente para Pesquisa e Inovação da Universidade de Toronto, enfatizou que o simpósio representa um “importante momento” para a universidade, que mantém com a FAPESP e com a Universidade de Western Ontario um acordo de cooperação para apoiar projetos que envolvam a colaboração entre pesquisadores no Estado de São Paulo e no Canadá.

O acordo já teve uma chamada de propostas, publicada em 2011, que selecionou e apoia cinco projetos de pesquisa colaborativa. “Temos diversos laços com o Brasil, que estão crescendo. Fico muito feliz com a realização deste simpósio, que representa uma oportunidade valiosa para estreitar as relações entre cientistas dos dois países. Estou muito otimista pelo que já fizemos e ainda mais entusiasmado pelo que faremos no futuro”, disse Young.

Young ressaltou que Brasil e Canadá têm muitos pontos em comum e disse admirar “o comprometimento do Brasil com o apoio à pesquisa científica e tecnológica”.

Em seguida, Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da FAPESP, fez uma apresentação sobre “Ciência e Tecnologia em São Paulo”, mencionando diversos indicadores sobre o setor no estado.

“Com 34% do Produto Interno Bruto do Brasil, o Estado de São Paulo responde por cerca de metade da ciência no país: conta com três universidades estaduais, três federais e 52 faculdades técnicas estaduais, além de 22 institutos de pesquisa, dos quais 19 são estaduais”, disse.

“Diferentemente do cenário brasileiro, em São Paulo 62% dos investimentos em pesquisa e desenvolvimento são feitos por empresas, 23% são estaduais e 14% são federais”, disse Brito Cruz, que, na sequência, traçou um breve panorama da FAPESP, que em 2011 despendeu R$ 938 milhões (cerca de US$ 450 milhões) no apoio à pesquisa científica e tecnológica.

Brito Cruz destacou aos presentes a sistemática de análise adotada pela FAPESP para avaliar as solicitações de Auxílios e Bolsas. “Todas as propostas são analisadas por pares. Em 2011, foram mais de 20 mil. Mesmo com número tão elevado, o prazo médio para a análise das solicitações na FAPESP é de cerca de 70 dias”, disse.

Estados Unidos
Após o simpósio em Toronto, a FAPESP Week 2012 segue com eventos nos Estados Unidos: no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), em Cambridge (22/10); no Brazil Institute, ligado ao Woodrow Wilson International Center for Scholars, em Washington (23/10); e na Universidade de West Virginia, em Morgantown (24/10).

A programação inclui a inauguração da exposição Brazilian Nature – Mistery and Destiny, sobre a biodiversidade brasileira, na Universidade de Toronto, no MIT e na Universidade de West Virginia.

No contexto das comemorações do 50º aniversário da FAPESP, a FAPESP Week 2012 é a segunda rodada internacional de encontros para promover a aproximação entre pesquisadores com produção destacada em suas áreas de atuação, discutir pesquisas em andamento e a elaboração de novos projetos cooperativos. A primeira edição do evento ocorreu em Washington, de 24 a 26 de outubro de 2011.

MAIS DESENVOLVIMENTO

Governo do Estado de São Paulo
Governo do Estado de São Paulo